Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Acabou-se a autonomia EV, não há tomadas por perto, não tem problema!

rated by 0 users
This post has 12 Replies | 3 Followers

Top 50 Contributor
Full Hybrid
012_Prius_2G
210_Renault_Fluence
Clube 1400 km
tcap-support
Alexandre Moleiro Posted: 26 Jul 2011 3:26

Um holandês decidiu recarregar o seu Leaf através de um método pouco recomendável mas que funciona.

Basta rebocar o carro e ir aplicando travagem regenerativa.

Há cada maluco!

 

Nota aos admins: não seria desejável criar um sub-fórum para outros veículos dentro do fórum EV's?

Alexandre Moleiro

Renaul Fluence ZE (2013) Renault Fluence ZE
(2013)
Consumo médio
Prius 2G (2005) Tesla Model 3
(2019)
Consumo médio
Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Em avaliação... Wink

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Isto é tão estúpido, tão estúpido, tão estúpido que não dá para acreditar!

1º: Segurança, cadê?

2º: Quantos kms seguidos sempre a travar? Mais de 10 km? Os travões hidráulicos devem ter ficado bonitos... adeus pastilhas...

3º: Quanta gasolina gastou a Toyota Tundra para rebocar este peso mais que morto (zombie?)? E que tal um gerador na mala?

4º: A autonomia indicada era obviamente uma anedota, seja como fôr que seja calculada, uma vez que os últimos 10 km ou mais foram feitos com consumo zero, a estimativa é altamente optimista. Seria engraçado saber com que autonomia REAL ficou ele até chegar ao final dos tais 43 km que tinha de fazer...

Top 50 Contributor
Full Hybrid
012_Prius_2G
210_Renault_Fluence
Clube 1400 km
tcap-support

Tecnicamente não seria muito diferente de ter as baterias nas lonas e iniciar uma grande descida, a certo ponto as baterias ficariam cheias e entrariam os travões hidráulicos tradicionais.

 

Penso que o maior problema será rebocar o carro com ele desligado ou avariado, nesse caso a energia gerada pela rotação das rodas poderia danificar alguma coisa, à semelhança do Prius.

Alexandre Moleiro

Renaul Fluence ZE (2013) Renault Fluence ZE
(2013)
Consumo médio
Prius 2G (2005) Tesla Model 3
(2019)
Consumo médio
Top 50 Contributor
Full Hybrid
012_Prius_2G
210_Renault_Fluence
Clube 1400 km
tcap-support

João Prates:
2º: Quantos kms seguidos sempre a travar? Mais de 10 km? Os travões hidráulicos devem ter ficado bonitos... adeus pastilhas...

Também fiquei com curiosidade sobre esse aspecto, será que a combinação travagem regenerativa/hidráulico no Leaf é como no Prius? Ou é usado um esquema diferente?

João Prates:
4º: A autonomia indicada era obviamente uma anedota, seja como fôr que seja calculada, uma vez que os últimos 10 km ou mais foram feitos com consumo zero, a estimativa é altamente optimista. Seria engraçado saber com que autonomia REAL ficou ele até chegar ao final dos tais 43 km que tinha de fazer...

No final do vídeo eles referem que a autonomia real ficou em 3/4 do que o computador estimou após a manobra.

 

 

Alexandre Moleiro

Renaul Fluence ZE (2013) Renault Fluence ZE
(2013)
Consumo médio
Prius 2G (2005) Tesla Model 3
(2019)
Consumo médio
Top 50 Contributor
Full Hybrid
012_Prius_2G
210_Renault_Fluence
Clube 1400 km
tcap-support

No outro vídeo do mesmo autor (http://www.youtube.com/watch?v=m9ezlguiz1M) eles chegam ao fim de uma subida de montanha com 8km de autonomia e depois ainda conseguem fazer mais 50km devido ao que conseguem regenerar na descida seguinte.

Será assim tão diferente, do ponto de vista do drivetrain do Leaf, a descida de uma montanha destas do reboque ?

Alexandre Moleiro

Renaul Fluence ZE (2013) Renault Fluence ZE
(2013)
Consumo médio
Prius 2G (2005) Tesla Model 3
(2019)
Consumo médio
Top 50 Contributor
Full Hybrid
012_Prius_2G
210_Renault_Fluence
Clube 1400 km
tcap-support

João Prates:
2º: Quantos kms seguidos sempre a travar? Mais de 10 km? Os travões hidráulicos devem ter ficado bonitos... adeus pastilhas...

Afinal a resposta está nos comentários ao vídeo no YouTube.

No Leaf existe uma determinada pressão do pedal do travão que só usa travagem regenerativa, mas parece que é difícil de conseguir e requer muita prática.

As pastilhas não devem ter ficado bonitas, há comentários de que cheirou bastante durante a filmagem do vídeo! Devil

Volto a dizer: Ganda maluco!

Alexandre Moleiro

Renaul Fluence ZE (2013) Renault Fluence ZE
(2013)
Consumo médio
Prius 2G (2005) Tesla Model 3
(2019)
Consumo médio
Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Alexandre Moleiro:
Tecnicamente não seria muito diferente de ter as baterias nas lonas e iniciar uma grande descida, a certo ponto as baterias ficariam cheias e entrariam os travões hidráulicos tradicionais.

São duas coisas totalmente diferentes, a um universo de distância!

Uma coisa é absorveres em fricção e dissipares em calor a energia cinética existente em determinado momento no veículo.

Eventualmente a energia cinética foi totalmente absorvida e o veículo fica imóvel. Ponto final. Os travões podem arrefecer e descansar.

Ora coisa completamente diferente é teres uma fonte de energia de sinal oposto à travagem, mais concretamente uma bisarma com 400 cavalos a puxar o carro e a não deixar os travões descansarem. Numa travagem normal a energia cinética é reduzida a cada instante, o esforço dos calços é menor a cada segundo que passa até o carro parar. Aplicando a mesma pressão no travão que o tipo aplicou mas sem estar a ser rebocado possivelmente o Leaf tinha parado nuns 10 metros. Agora imagina esse esforço constante durante 10 km, os travões não têm descanso!

Já condiziste karts ou outro tipo de veículo em pista? Conheces o truque de travar ao mesmo tempo que aceleras para manter as rpms do carro? Aquilo assassina completamente as pastilhas, e não podes abusar ou ficas sem travões. Por algum motivo proíbem isso nas pistas quando o carro é alugado. Basicamente fizeram o mesmo neste teste. Lixaram com F grande os travões do Leaf.

De memória tenho que o Prius em condições ideais que dificilmente consegues reproduzir (dependem também do SOC e temperatura da bateria) pode atingir a casa dos 40% de eficiência regenerativa. Por outras palavras, recuperas 40% da energia que gastaste para atingir o estado em que te encontravas quando iniciaste a travagem.

Também de memória recordo-me de ler aqui as primeiras specs do Leaf e de termos visto logo que a corrente de regeneração máxima no Leaf era uma anedota comparada com os mais de 100A que correm no Prius. Só procurando o post, mas lembro-me de termos rido com isso, talvez o Telmo se recorde.

Ora se já no Prius as pastilhas são sempre chamadas, seja muito seja pouco, e normalmente é pouco, e se no Leaf a regeneração é muitíssimo menos potente que no Prius, isso quer dizer que as pastilhas são muito mais utilizadas, porque naturalmente o carro tem de travar tanto ou mais que no Prius (mais pesado o Leaf).

Sobre a travagem no Prius podes ver este link, se é que já não o conheces:

http://www.vassfamily.net/ToyotaPrius/CAN/rechargeindex.html

 

Top 50 Contributor
Full Hybrid
012_Prius_2G
210_Renault_Fluence
Clube 1400 km
tcap-support

João Prates:
Também de memória recordo-me de ler aqui as primeiras specs do Leaf e de termos visto logo que a corrente de regeneração máxima no Leaf era uma anedota comparada com os mais de 100A que correm no Prius. Só procurando o post, mas lembro-me de termos rido com isso, talvez o Telmo se recorde.

Ora se já no Prius as pastilhas são sempre chamadas, seja muito seja pouco, e normalmente é pouco, e se no Leaf a regeneração é muitíssimo menos potente que no Prius, isso quer dizer que as pastilhas são muito mais utilizadas, porque naturalmente o carro tem de travar tanto ou mais que no Prius (mais pesado o Leaf).

Pois a minha análise pode ter sido um pouco toldada pelo meu desconhecimento sobre a potência de regeneração do Leaf. Tinha a ideia de que um eléctrico puro teria uma capacidade de regeneração muito maior que um híbrido, pois todo o equipamento está preparado para correntes elevadas.

A única coisa que me ocorre assim de repente será uma limitação imposta pela capacidade das baterias aceitarem carga... Vou-me informar melhor sobre o Leaf e já cá volto.

 

Alexandre Moleiro

Renaul Fluence ZE (2013) Renault Fluence ZE
(2013)
Consumo médio
Prius 2G (2005) Tesla Model 3
(2019)
Consumo médio
Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Realmente houve um post meu a tomar as especificações do "on-board charger" como os dados aplicáveis à regeneração.

Entretanto a ideia amadureceu, e tornou-se mais evidente que eram alhos e bugalhos...

De volta ao tema: A travagem regenerativa pede sempre alguma coisa aos hidraúlicos (se feita com o pé), em particular nas velocidades mais baixas. A maior velocidade é natural que muita da energia removida ao sistema seja mesmo para regeneração.

Os "amperistas" falam em 80% de eficiência...mas tenho sérias reservas quanto a este valor.

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Page 1 of 2 (13 items) 1 2 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems