Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Porque não aposta a Toyota nos EVs?

rated by 0 users
This post has 264 Replies | 16 Followers

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
tcap-support

Telmo Salgado:
Um incêndio com lítio a bordo pode realmente ser difícil de combater, mas com combustíveis líquidos a bordo, como GPL, a hipótese de explosão é bastante maior. No primeiro caso, no máximo a viatura é perdida, no segundo caso as consequências envolvem danos mais severos na envolvente...

Recentemente fiz a A2 com o CC a 90 (caravana) então dá tempo para vermos mais coisas na estrada.

Ao longo do percurso, tanto num sentido como no outro existem na berma muitas marcas de incêndios de carros.   Ficam lá bem visíveis durante algum tempo. Não as contei, mas eram muitas.     

Não tem nada a ver, mas numa das viagens, muito transito e muito calor. E 13 carros avariados na berma. 10 eram do grupo VW.    Big Smile   Nenhum Toyota.

Telmo, é verdade que combustíveis a bordo é mais complicado, mas as baterias dos híbridos são mais pequenas.     Mas não incluas o GPL nisso.   O mais provável é o carro arder, a gasolina residual (num carro a GPL) arde de certeza, mas o deposito de GPL fica lá cheio e intacto.  Big Smile

As baterias evoluíram, sem duvida. Atualmente uso um telemóvel com uma bateria de 5500 mAh, quando a poucos anos usava um décimo disso.   Mas a bateria aquece de forma assustadora durante o carregamento ou uso intenso...   Agora imaginemos um grande maço de baterias destas juntas.

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
012_Prius_2G
310_Nissan_Leaf
Clube 1300 km
tcap-support

Existem vários tipos de químicas diferentes das baterias de lítio. Umas, por terem uma densidade energética maior, requerem controlo de temperatura. Outras, nem por isso e por muito quentes que estejam, não vão arder assim tão facilmente como queres fazer parecer.

 

Quanto à capacidade das baterias actuais, tal como se tem visto, o problema não está aí..o problema está sim numa rede de carregamento adequada e a funcionar em condições. Para o resto, basta o veículo ser bem eficiente. De que me interessa um carro com 100kWh de baterias para fazer 500km uma vez por festa, se depois não o consigo carregar em casa numa noite? 

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
tcap-support

José Rosado:
Quanto à capacidade das baterias actuais, tal como se tem visto, o problema não está aí..o problema está sim numa rede de carregamento adequada e a funcionar em condições. Para o resto, basta o veículo ser bem eficiente. De que me interessa um carro com 100kWh de baterias para fazer 500km uma vez por festa, se depois não o consigo carregar em casa numa noite? 

Concordo, mas podes explicar melhor o que é:

José Rosado:
o problema está sim numa rede de carregamento adequada

Reveres-te a quantidade de postos, tipo de postos e distribuição dos mesmos?

 

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

Afonso Henriques:
uso um telemóvel com uma bateria de 5500 mAh

Os telemóveis não são feitos para durar. Bem pelo contrário. Todos sabemos. Vê este vídeo, o autor anda de eléctrico desde 1999 e é especialista em baterias de carros eléctricos, a dada altura fala das características das químicas dos cátodos, e como se combinaram, para obter o melhor de cada uma delas, no actual NMC. Escusado será dizer, o autor não está de acordo com a tua ideia de que a tecnologia é imatura.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
012_Prius_2G
310_Nissan_Leaf
Clube 1300 km
tcap-support

Afonso Henriques:
Reveres-te a quantidade de postos, tipo de postos e distribuição dos mesmos?

 

Quantidade, localização e acima de tudo uptime! 

Embora as zonas litorais estejam relativamente bem servidas em termos de PCR, em Lisboa uma boa parte está off (de propósito, diga-se) e o interior, especialmente o eixo Coimbra->Viseu-Guarda e o eixo Vila Real->Bragança são desertos..  

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
tcap-support

Perto de mim (Ericeira EN247) existe um posto que estava sempre ocupado. Nos últimos meses suponho que esteja desligado porque nunca tem carros.  Mas está numa zona turística de passagem...    o carregamento de dois carros em simultâneo é muito pouco.  Quando estava a funcionar havia quase sempre carros a espera.

Mesmo quando for pago, para evitar que os locais usem em vez de carregar em casa, parece-me muito insuficiente, perante os BEV que já se vê atualmente.

Se a Toyota, como grande fabricante global, e tendo em conta a grande capacidade de produção que tem e considerando que teriam baterias suficientes, colocasse no mercado um Yaris elétrico, por exemplo, será que haveria eletricidade para tanto carro?

 

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
012_Prius_2G
310_Nissan_Leaf
Clube 1300 km
tcap-support

Afonso Henriques:

Se a Toyota, como grande fabricante global, e tendo em conta a grande capacidade de produção que tem e considerando que teriam baterias suficientes, colocasse no mercado um Yaris elétrico, por exemplo, será que haveria eletricidade para tanto carro?

 

E porque não havia de haver? 

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support

Muitas marcas estão a ser obrigadas a mexer-se na China devido ao sistema de quotas que foi introduzido. Será por lá que a Toyota terá de lançar os primeiros EV, ou por mão própria ou usando marcas brancas como barriga de aluguer.

Entretanto, a Europa discute a intriodução de um sistema semelhante

Sabendo nós que colocar EV´s à venda em quantidades significativas não é trivial e depende de uma cadeia de fornecimento que é preciso trabalhar com muita antecedência, pergunto-me por quanto tempo mais vai ficar o elefante paralisado. A revolução tecnológica tem abatido em muitos domínios marcas consagradas que não souberam adaptar-se a tempo.  

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
021_Auris_HSD_1G
tcap-support
William Esteves replied on 19 Sep 2018 14:21

A Europa continua a aumentar as vendas de veículos com propulsão alternativa conforme reportado pela ACEA:

Na Europa, face ao ano passado somando Q1 e Q2 vimos um aumento de:

->34% para HV (305.209)

->45% para PHEV (94.999)

->38% para BEV (88.286)

Na Europa, o market share encontra-se da seguinte forma:

-> 3,6% para HV

-> 1,7% para BEV 

E aqui de notar que em poucos anos (face aos 20 dos híbridos no mercado), já vai com quase metade, bela evolução!

 

Em Portugal, face ao ano passado somando Q1 e Q2 vimos um aumento de:

->70% para HV (3.687)

->92% para PHEV (1.803)

->156% para BEV (1.868)

De notar que somando os PHEV e BEV's são quase as mesmas unidades que "simples" HV! O aumento de 156% para os BEV é algo incrível.

Para Q1 e Q2 segundo a ACAP temos cerca de 179.000 unidades vendidas, resultando num market-share de:

-> 2,06 % para HV

-> 1% para PHEV

-> 1,04% para BEV

 

Ou seja, 4,11% para o somatório de propulsão alternativa (sem GNC e afins). Vamos ver como ficamos até ao fim do ano.

De notar é que a Toyota para o mercado Português com BEV e PHEV o mercado alvo aumentaria cerca de 100%, enquanto na Europa o mercado alvo aumentaria 50%.

Compreendo que esta alteração no mercado ocorreu nos últimos 2 anos, esperar que não demorem muito a mudar a lançar novos modelos.

1999 Avensis T22 (3S-FE)

Page 24 of 27 (265 items) « First ... < Previous 22 23 24 25 26 Next > ... Last » | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems