Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Há inconvenientes no carregamento em modo 1 a 10A (que não o tempo...)?

rated by 0 users
Answered (Verified) This post has 1 verified answer | 21 Replies | 2 Followers

Miguel Ramos posted on 9 Sep 2017 0:51

Por mais que uma vez, li em revistas de carros na Internet que carregar o carro numa tomada doméstica de 16A, isto é, o carregamento no modo 1, que limita a corrente a 10A, apenas deve ser efectuado numa situação de emergência, e afirmam-no como suposta citação do fabricante do carro.

Eu não consigo imaginar uma razão. Para a bateria, quanto mais lento, menos calor, menos desgaste.

Leio efectivamente nas brochuras do Ioniq e do i3 que carregar a 10A é uma solução de emergência. O que para mim significa outra coisa. Significa que se espera que quem tem um EV tenha um EVSE na sua garagem, mas que se não encontrar postos de carregamento, pode usar qualquer tomada como solução de emergência. Não leio que isso seja inconveniente, mas as brochuras comerciais são feitas para manter a cabeça das pessoas longe de inconvenientes.

Ora, eu não vejo uma necessidade imediata de ter uma wall box ou algo assim, senão para medir o consumo. O carregamento em modo 1 é suficiente para as minhas necessidades. O período nocturno da tarifa bi-horária são 10 horas, e não vou chegar a casa com a bateria a 0%. Não quero aumentar a potência contratada também. Se houver uma deslocação maior, há postos de carregamento. Planeio aprender primeiro, e comprar depois.

Parece-me que se exageram ao ridículo as necessidades de consumo energético de um EV nas fotografias em sites de fornecedores de electricidade, etc.

Mas será que há realmente inconvenientes no carregamento em modo 1? Será que há alguma perda de eficiência? Gastar x e obter y é um inconveniente grande...

 

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Answered (Verified) Verified Answer

No Leaf, carregar a 10A siginifica um rendimento na carga na casa dos 85%. A 16A, já sobe para os 90%.

 

Nos Zoe, com o carregador camaleão, as perdas são demasiado elevadas para pensar sequer em carregar a 10A

All Replies

Desconheço desvantagens...

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Durabilidade...nenhumas.

Pelo menos em algumas viaturas creio que as perdas de carregamento são mais altas a 10A que a 16A,

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Luis,

No meu caso (em casa com a wallbox) e pelas contas que estou a fazer, deve ser de 10 a 12 % de perda. Estas férias carreguei com o cabo na casa da família e a perda pareceu menor com menos aquecimento: foram 9 horas suaves de carregamento a 3,75kW.Sleep

Here's to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently.

Steve Jobs


Hyundai IONIQ EV  Spritmonitor.de ]

TOYOTA Auris HDS Spritmonitor.de ]

Carregamento em casa da família a 3,75kW? Como é isso? O carregamento em modo 1 está limitado a 10A, 2,3kW...

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Esquece. O que queria dizer é a potência do contador da casa.

 

Here's to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently.

Steve Jobs


Hyundai IONIQ EV  Spritmonitor.de ]

TOYOTA Auris HDS Spritmonitor.de ]

No Leaf, carregar a 10A siginifica um rendimento na carga na casa dos 85%. A 16A, já sobe para os 90%.

 

Nos Zoe, com o carregador camaleão, as perdas são demasiado elevadas para pensar sequer em carregar a 10A

Faz sentido... Em qualquer fonte de alimentação... A fonte gasta um x independente da corrente que se puxa, ou por outra, conseguimos aproximar o consumo da fonte a uma recta fora da origem...

Então x de menos corrente é uma maior porção do que x de mais corrente. Logo, a eficiência... Como uma máquina de lavar que leva mais roupa.

Talvez seja esse o único inconveniente.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Viva Miguel,

 

Há aí uma grande confusão sobre os modos de carregamento, porque modo 1 de carregamento não é utilizado por viatura nenhuma.

Deves querer dizer carregamento por meio de EVSE, que é carregamento de modo 2 e não 1, presumo.

Por favor consulta por exemplo esta página que te explica os modos de carregamento: IEC 62196

 

Como já alguém referiu, a única desvantagem será uma menor eficiência de carregamento, i.e. mais perdas, consoante te afastas da potência nominal do carregador on-board da viatura.

O melhor será ter um contador, ou um EVSE com contador incluído, e fazer testes de carregamento a diversas amperagens com um EVSE que o permita, e verificar para o mesmo nível de SoC inicial qual a energia consumida da tomada para uma carga completa à mesma temperatura ambiente e com o pack de baterias arrefecido até à dita temperatura após descanso.

O Prime EVSE de 16A da Ecowatt tem contador de tempo e de energia de carregamento incluído, e permite carregar em 4 patamares diferentes de amperagem: 8A, 10A, 13A e 16A. É só ter o carro nas condições ideiais de teste e tirar as leituras do LCD no fim do carregamento.

Também tens uma versão de 32A, mas julgo que o Ioniq não puxa mais de 16A, pelo que não terá interesse.

Modo 1 não é quando se liga a uma tomada doméstica sem EVSE? Vulgo granny charger? Não é esse o caso em que estamos limitados aos 10A? (Limitação porque o circuito e tomada estão limitados a 10A, por causa do número de horas de uso, e porque no mesmo circuito e mesmo diferencial de protecção podem estar ligados outros aparelhos). Eu li melhor na outra página da Wikipedia, muito parecida que é de Charging station.

O motivo da pergunta é não só perceber a questão, mas também porque estou a pensar não adquirir imediatamente um EVSE. Por um lado, porque a entrada do carro deixa a conta bancária sequinha, por outro, porque já vi muitas vezes os recém donos de EV tomarem uma decisão precipitada e depois toda a gente lhes dizer que tinham uma opção mais barata e mais prática.

Então, se posso carregar numa tomada Schuko caseira, se o número de kms por dia está dentro do que as 10h por dia de vazio me permitem (e está), era o que inicialmente ia fazer. Uma necessidade fora disso, satisfaço num posto de carregamento. (Tendo a desvantagem de não ter um contador fora do carro, mas por umas semanas aguento).

Agradeço as indicações, já tinha visto os produtos da Ecowatt. Ainda preciso de aprender um bocadinho mais antes de escolher alguma coisa.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

João Prates:

Também tens uma versão de 32A, mas julgo que o Ioniq não puxa mais de 16A, pelo que não terá interesse.

O Ioniq não puxa 32A? Então como é que o carregador de 6,6kW se alimenta? Aqui na brochura do Ioniq diz que o "tempo de carga standard" é de 4,4h com carregador AC monofásico de 7,36kVA. É 32A concerteza.

Claro que 32A em casa implica substituir a tomada, talvez fios, e certamente o diferencial de proteção. Além de que implica subir a potência contratada, porque eu tenho os 25A no geral. E para quê pagar o aumento da potência contratada se eu posso dispor das 8h para carregar o carro, até 10h...

Recomendas o EVSE portátil porque assim se consegue ter um posto de carregamento razoável onde quer que se vá, não? Após uma inpecção da tomada, e cuidado que o circuito não tenha outros aparelhos ligados, pode-se puxar os 16A. Enquanto que a wall box significa ter um bom EVSE em casa mas quando se sai, fica-se pelos 10A. É essa a razão, não é?

Como vês, são todas estas decisões que ainda não afinei. Daí não comprar nada já. E pergunto-me se os 10A não seriam suficientes como solução definitiva... salvo efectivamente a questão da eficiência. EDIT: e da falta de monitorização, que talvez seja difícil de suportar mais que duas semanas.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

João Prates:

Deves querer dizer carregamento por meio de EVSE, que é carregamento de modo 2 e não 1, presumo.

Ok! Sim, que estúpido. Nunca é carregamento em modo 1. O que acontece é que para ligar o carro a uma tomada doméstica o carro traz um EVSE portátil. Portanto é modo 2 sempre.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Miguel Ramos:
Modo 1 não é quando se liga a uma tomada doméstica sem EVSE?

Correcto, mas não encontras nenhum veículo automóvel digno do nome que aceite isso.

Esse caso é para veículos amadores e feitos por hobby, nunca para uma viatura comercializada por uma marca automóvel ou moto.

Para tua segurança e do veículo as tomadas de carregamento, sejam type 1 (J1772) ou type 2 (mennekes) têm 2 pinos de comunicação.

Através desses pinos o EVSE ou estação/posto de carregamento diz ao carro quais as suas capacidades, assim como as próprias pistolas/fichas, e o reverso também, o carro diz ao posto quanta corrente gostaria de obter. Explicado um bocado à trolha é isto.

Num EVSE programável tu dizes ao EVSE qual é a amperagem limite que queres que ele informe a viatura, levando a viatura a não puxar mais do que esse limite, por pensar que a fonte de energia não dá mais.

Numa wallbox/wallstation/charging station ela tem uma amperagem máxima fixa, que não podes mudar de forma alguma, por isso tens de ter a tua instalação eléctrica preparada para essa amperagem máxima.

Se depois a viatura vai tirar partido disso ou não, já é outra história, nada obriga a viatura a puxar o máximo que a estação dá. Muitos dos veículos EV que eu conheço, como o próprio Prius PHV, ou o BMW i3, e penso que também o Leaf, aceitam ser programados para vários níveis de corrente de carga. Provavelmente o Ioniq também.

Houve quem comprasse o Prime EVSE para servir de wallstation, porque fica muito mais barato, não implica custos de adaptação da rede eléctrica, nem mão de obra de instalador qualificado. E o Prime EVSE dá tanta informação e tem tantas protecções que é difícil resistir.

Miguel Ramos:
O Ioniq não puxa 32A? Então como é que o carregador de 6,6kW se alimenta? Aqui na brochura do Ioniq diz que o "tempo de carga standard" é de 4,4h com carregador AC monofásico de 7,36kVA. É 32A concerteza.

Tens toda a razão, devia ter consultado a minha tabela, suporta 32A sim senhor.

A questão com os 32A é apenas uma, que tem de ser conhecida para tomar a decisão de compra informada: As tomadas schuko, i.e. as tomadas domésticas normais não suportam 32A de corrente.

É uma questão de desenho, de normalização, as schuko só suportam 16A, não têm dimensão nem desenho para suportar 32A, ponto final.

Se quiseres ter um EVSE 32A tens de passar a ter uma tomada de 32A, i.e. tens de ter tomadas de formato industrial, as CEE.

Como em Portugal as monofásicas (azuis) de 32A são praticamente inexistentes, fazemos o Prime EVSE de 32A com a ficha trifásica 32A, que é um formato muito mais comum, e obviamente ligamos apenas 1 pino dos 3 pinos das fases, porque o carregamento é monofásico com o nosso EVSE.

Tem sido especialmente malta de Leaf a levar os de 32A, mas acredito que uma vez o Ioniq inicia a comercialização comecem a comprar também.

Para ligar a tomadas schuko ou a outras, uma vez que o EVSE vem com ficha CEE 32A de 5 pinos, fazemos adaptadores em chicote.

Miguel Ramos:
se o número de kms por dia está dentro do que as 10h por dia de vazio me permitem

Essa é a questão.

Quem nos compra os EVSE de 16A são pessoas que os queirem como referi para usar quase como wallbox em casa.

O carro até pode aceitar 32A mas não há pressa, têm a noite toda, 16A chega e sobra.

Quem nos compra os EVSE de 32A normalmente aparece com conversas de que quer carregar o mais rápido possível, fora de casa.

São 2 universos distintos pelo que tenho visto.

Mas cada caso é um caso, e tu saberás onde te identificas mais.

Se quiseres saber mais sobre carregamentos, sugiro que se crie um tópico próprio, mas acho que este post resume o mais importante.

João Prates:
É uma questão de desenho, de normalização, as schuko só suportam 16A

E durante pouco tempo, não horas seguidas para carregar um veículo. É preferível usar uma CEE 16A.

 

 

João Prates:
Como em Portugal as monofásicas (azuis) de 32A são praticamente inexistentes

 

Não tive muita dificuldade em encontrar as minhas. Ou estás a falar no caso de instalações? 

José Rosado:
E durante pouco tempo, não horas seguidas para carregar um veículo. É preferível usar uma CEE 16A.

Isso é um mito.

Se a tomada for de qualidade, e a instalação bem feita, uma tomada certificada 16A tem de os aguentar anos a fio sem desligar.

O que acontece muitas vezes é que há marcas "ranhosas" de tomadas que fazem tomadas que pese embora tenham lá a dizer 16A, tal como dizes se ligares durante tempo suficiente para o calor acumular elas derretem.

Mas isso é como em tudo, a qualidade há-a para todos os gostos, a culpa não é de ser schuko, nem precisamos de CEE se a schuko for boa.

José Rosado:
Não tive muita dificuldade em encontrar as minhas. Ou estás a falar no caso de instalações? 

Disse que eram pouco frequentes, não que eram inexistentes.

De qualquer forma, pelo sim pelo não, verifica da próxima vez que fores a essas tomadas CEE azuis, se de facto são de 32A e não de 16A.

Normalmente é na tampa que tem a especificação da corrente suportada, e quase que aposto que as que pensas que são de 32A são de 16A.

 

As CEE azuis de 16A são aos pontapés por aí fora, agora as de 32A são raríssimas, porque há muito pouco equipamento de mais de 16A.

Já nas trifásicas 400V é muito mais fácil ter maquinaria a puxar 32A, logo são mais frequentes.

Mas mais frequentes ainda são as trifásicas 16A, portanto vermelhas 5 pinos 400V 16A.

Page 1 of 2 (22 items) 1 2 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems