Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Diário de Bordo C-HR [José Sebastião]

rated by 0 users
This post has 42 Replies | 5 Followers

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

Eu só diria que se eles dizem "antes do fim do mês" é melhor não contar com ele antes do finzinho mesmo do mês. Eu também fiquei sempre a pensar que mo entregavam antes, e foi só demoras (e o carro em stock).

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
050_C-HR_2016

Muito obrigado pela resposta!

Estava a desconfiar que seria assim, mas não tenho experiência de aquisição de viatura nova! Não queria entrar em detalhe com a Toyota, para não criar grandes expectativas; pois ai o tempo custa ainda mais a passar.

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

E depois, na Caetano Auto, é preciso contar com as demoras de ser tudo tratado em Vila Nova de Gaia. Num dia faz não sei quê, noutro dia está à espera da resposta de Gaia, noutro dia faz-se a transferência, no dia seguinte Gaia diz que já recebeu o dinheiro, faz o registo automóvel em Gaia, passado um mês recebe-se o DUA, quando noutro sítio qualquer o DUA vem em 4 dias úteis (Gaia obviamente está entupida com todos os registos automóveis do grupo Salvador Caetano).

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
050_C-HR_2016

Embora esteja com um bom preço para andar de viatura alugada aos fins-de-semana e feriados (a única viatura na família foi vendida rapidamente; contava que o negócio poderia demorar mais tempo...), não estou interessado em prolongar muito este esquema.

Mais uma vez obrigado! Depois digo como correu o processo.

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
050_C-HR_2016

Da última vez que escrevi, quase que estalava a terceira guerra mundial por aqui! Não deixei de vos acompanhar, é sempre um prazer!

O processo correu muito bem! Os últimos dias de espera foram com uma viatura cedida pela Caetano Auto Prior Velho, sem custos - só combustível. Tenho a agradecer ao Hugo Ferreira, que nos acompanhou devidamente desde o início (primeiras e curiosas visitas) até ao fim: dia da entrega da viatura.

Logo à saída ia “entrando” pelo loja a dentro; coloquei posição D em vez de R; Já mentalizei isto é como os aviões: Para levantar voo é manete/alavanca para trás.

Fui para casa. Passado uma hora fomos dar volta à Costa de Caparica: Viatura genial no pára-arranca! Fiz quase todo o troço que estava parado no eixo-norte sul, em modo eléctrico.

Ainda só fiz 4500 Km e em todos os depósitos ainda não “consegui” ter consumos superiores a 4,6l/100 (4,4 no CB). Este último consumo inclui uma ida a Fátima em AE.

Um dos melhores consumos foi Tagus-Colombo (16,1 Km) pela IC19 de 3,0 l/100, pois estava trânsito muito intenso com alguns abrandamentos, que permitiu ir rolando com alguns vapores de gasolina.

Experiências: viatura fantástica; quanto mais se conduz, mais se gosta! Das várias formas de abordar a estrada, a que gosto mais é: nas ligeiras subidas mesmo que fosse possível modo eléctrico, colocar a posição do acelerador de tal forma a que MCI esteja a funcionar para movimento da viatura e carregamento da bateria. Nas ligeiras descidas colocar a posição do acelerador para estar só modo eléctrico com o objectivo de manter a velocidade.

A posição do acelerador que falo é muitas vezes diferenças de micros. Quem está fora deste contexto deve pensar: “santa paciência”; Mas não é assim, pois vamos conhecendo a máquina e quase que não necessitamos de olhar, mas sim de sentir.

Outras experiências vou contando mais à frente…também já percebi que não compensa ter a paranóia de esgotar a carga da bateria; é preciso é descontracção e deixar-se rolar,... 

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
012_Prius_2G
310_Nissan_Leaf
Clube 1300 km
tcap-support

José Sebastião :
também já percebi que não compensa ter a paranóia de esgotar a carga da bateria; é preciso é descontracção e deixar-se rolar,... 

Palavras sábias José!

O HSD é extremamente inteligente nessa gestão!

O gozo está em aproveitar o prazer de condução e estado de espirito que ele te traz.

Bruno R. Almeida

PRIUS 2G (Ago 2009 a Nov 2017)   

Leaf mk1 (Fev 2018 a ...) 13.28 kWh/100km

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
050_C-HR_2016

 

Obrigado pelas palavras simpáticas, Bruno Almeida.

Agora vou expor aqui uma situação. Pode aqui ficar expressa de uma forma confusa; mas é para ficar registado.

Para sair do trabalho posso escolher entre estar 20 min em ligeira descida ou 20 min em ligeira subida. Aparentemente a escolha seria fácil. Com a minha viatura anterior escolhia sempre a primeira opção – em ponto morto era só por e tirar o pé do travão. Agora escolho a segunda; Porquê? Porque embora gaste mais bateria é mais confortável.

Na ligeira descida, à medida que a viatura da frente avança, assim que tiramos o pé do travão (isto na posição D), esta move-se à custa da bateria; Só não acontece se deixar a viatura da frente avançar mais para dar a possibilidade de passar carregar a bateria; toda a travagem a seguir seria feita de forma suave e a carregar a bateria com energia.

Estas manobras poderiam ser feitas na posição N, logo sem gasto de bateria, mas o abrandamento é feita só com as pastilhas+disco; Para mim, é menos agradável andar assim desta forma.

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
050_C-HR_2016

Bom dia,

 

1- Adotei um modo de condução diferente; mais energético e divertido; sendo engraçado o resultado: tendencialmente de menor consumo. O último depósito foi de 4.1 l/100 (CB 4.0). Isto em percursos dentro da cidade e arredores. Os primeiros quilómetros é andar de modo a que esteja sempre a carregar a bateria, a subir, a descer com MCI ligado ou não. Quando a bateria fica quase toda carregada, a condução é magnífica. Aquela vai estando sempre lá no topo; as subidas dão ou gozo extremo, com o eléctrico e o MCI a fazerem uma parelha perfeita. O descarregar da bateria fica sempre para aquelas ocasiões diárias de pára-arranca.

2- Condução na Serra da Estrela e arredores: não foi muito tempo por ali, mas tenho dúvidas se o híbrido será a melhor opção para aquelas zonas. Nas longas descidas, não deveria este tipo de viaturas ter um dissipador de energia (resistências) de modo a não ter de usar as pastilhas dos travões? Actualmente já me custa saber que estou a usar o puro atrito para abrandar a viatura!

Ab, 

 

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
050_C-HR_2016

Fui levantar uma viatura de aluguer na AVIS aeroporto. Sabem quantas viaturas CHR estavam à vista? 6!

Auris Híbridos também havia, mas não contei!  

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

É verdade. O C-HR é um sucesso. Eu sou anti-SUV e anti-crossover... e acho que é o único de que gosto. E não é ser tendencioso por ser um HSD. Aliás, tenho a dizer que o design não tem sido o maior forte da Toyota.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Page 4 of 5 (43 items) < Previous 1 2 3 4 5 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems