Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Escândalo! #rapidgate demonstrado no Ioniq

rated by 0 users
This post has 7 Replies | 1 Follower

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos Posted: 17 May 2018 23:46

Há malucos para tudo. O utilizador do YouTube ElectricDave passou um dia a fazer CRs de 175A com o Ioniq para verificar se o Ioniq carrega sempre ao máximo ou se pelo contrário faz alguma redução da corrente de carga para impedir o aquecimento excessivo.

Para isso, ele foi obrigado a passar o dia a guiar a 130km/h primeiro, mas depois entre os 150 e os 175km/h (indicados) para estourar a bateria depressa e poder carregar mais. A verdade é que na terceira e na quarta CR, após ter praticado estas velocidades, ele conseguiu pôr a temperatura da bateria nos 50°C, aliás, até um bocadinho acima, e pode-se verificar que o Ioniq começa a cortar nos 175A quando ultrapassa os 45°C e ao atingir os 50°C chega mesmo a baixar dos 125A. 

(atenção às tabelas dele, na descrição do vídeo, que ele apontou a temperatura média do pack em vez da máxima, a temperatura média é um pseudo-PID calculado a partir da temperatura dos 12 módulos).

Vemos que o Ioniq faz um corte oportunista, mais parecido com o do Leaf de 30kWh, e não um corte baseado na temperatura inicial do pack.

Pela minha parte, no dia 25 de Abril esteve algum calor, fiz 3 CRs (de 125A, claro) e creio que só consegui atingir os 45°C de Tmax porque tive de deixar o carro trancado (logo desligado, logo AC off) por volta das 13h ao sol. Ou seja, creio que este rapidgate não nos atinge nem no Verão, se não formos obrigados a trancar o carro.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support
Luis Neves replied on 18 May 2018 0:29

Não vejo qual a comparação...condições extremas e mesmo assim só na 3.ª carga rápida? Grande carro!

Com metade disso o Leaf parava com as baterias quase a arder.

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 18 May 2018 0:34

Admito... usei a palavra "escândalo" só para provocar escândalo e chamar a atenção para o post...

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support
Luis Neves replied on 18 May 2018 0:38

Pois. Diria que cumprindo os limites de velocidade ou nunca acontece ou acontece lá para a quinta ou sexta carga rápida...ou seja, após pelo menos uns 750-800 km!

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 18 May 2018 0:52

Mas nós não temos PCRs de 175A... como é que eu vou perceber que ele limitou o carregamento aos 125A?

Estamos a ficar convencidos que a densidade energética de cada célula no Ioniq é da ordem dos 160Wh/kg. Mesmo as NCM 622 do Kia Soul são de 200Wh/kg. Além disso, parece que as células são apenas 70% do peso do pack, noutros EVs é mais 75%, ou seja aqui temos maior peso relativo dos condutores, suportes e arrefecimento.

Vídeos como este parecem mostrar porque é que a densidade energética das células do Ioniq é tão baixa. É que não se pode optimizar simultaneamente para potência específica e para energia específica. Se se quiser que uma célula descarregue ou carregue correntes mais fortes, mesmo mantendo a química, tanto os conectores como o próprio cátodo têm de ser mais espessos, diminuindo a energia específica da célula.

Podemos olhar para a bateria do Ioniq como uma bateria de PHV um pouco maior que o habitual, ou a meio caminho entre uma bateria de PHV e uma de EV, uma vez as baterias de PHV são forçosamente optimizadas para potência específica, já que têm de conseguir potências semelhantes com muito menos células.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 75 Contributor
Full Hybrid
021_Auris_HSD_1G
A01_Ioniq_BEV
António Silva replied on 18 May 2018 11:44

Isto é uma doideira mas como diz o Miguel "à malucos para tudo". 

No entanto, no dia 7 de Maio fui a Coimbra e vim: velocidades entre os 110 e 145 km/h. No regresso parei no PCR de Santarém e, como estava calor, o tempo de carga marcava 39 minutos: normalmente marca 28/31 dos 10% aos  94% (limite do Ioniq em PCR).

Não liguei muito pois páro mais ou menos aos 80% porque a velocidade de carga diminui bastante. 

Como o Miguel já demonstrou "cientificamente" acima dos 110 km/h o consumo e a temperatura disparam e não compensa o abuso em AE.

Here's to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently.

Steve Jobs


Hyundai IONIQ EV  Spritmonitor.de ]

TOYOTA Auris HDS Spritmonitor.de ]

Top 50 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
110_CT200h
tcap-support
Pedro C Lopes replied on 18 May 2018 19:11

Luis Neves:
Com metade disso o Leaf parava com as baterias quase a arder.

Esta foi hilariante, Luis

Lexus CT200h

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

António Silva:

No entanto, no dia 7 de Maio fui a Coimbra e vim: velocidades entre os 110 e 145 km/h. No regresso parei no PCR de Santarém e, como estava calor, o tempo de carga marcava 39 minutos: normalmente marca 28/31 dos 10% aos  94% (limite do Ioniq em PCR).

Não liguei muito pois páro mais ou menos aos 80% porque a velocidade de carga diminui bastante. 

Não acredito que tenha sido este efeito. Por várias razões:

  • A bateria não aquece significativamente só por andar a 140km/h, a bateria aquece nas CRs, entre CRs ela arrefece, mesmo a 140km/h.
  • A temperatura máxima que eu já vi foram 45°C e foi abusando bastante (também). Como vemos neste vídeo, aos 45°C ele começa a cortar a corrente de carga para baixo dos 175A, mas os nossos PCRs cá são de 125A, não íamos notar. Para cortar abaixo dos 125A é preciso chegar aos 50°C... este utilizador só conseguiu atingir essa temperatura com 4 carregamentos em PCRs de 100-150kW que em Portugal não temos.
  • Esse tempo, 39' está quase certo. O carro carrega +/- em 30' dos 0% aos 80%. A seguir a isso são mais 9' dos 80% aos 94% (a 55A). A estimativa inicial dele foi só um bocadinho acima do normal. Provavelmente, estava o AC ligado, isso afectou um bocadinho a velocidade inicial do carregamento e portanto a estimativa. Ou qualquer outra pequena oscilação no princípio do carregamento...
Isto não é dizer que não se deve ligar o AC, nada disso. O AC só faz é bem e aquilo que prejudica no tempo de carregamento total é quase imperceptível.... um minuto, 2 minutos....

António Silva:

Como o Miguel já demonstrou "cientificamente" acima dos 110 km/h o consumo e a temperatura disparam e não compensa o abuso em AE.

Eu não percebo nada disto...

Pessoalmente, as minhas viagens têm sido feitas a 120km/h, porque é o mais lógico na viagem para o Algarve (já que tenho mesmo que carregar a meio do caminho, e tenho de carregar na AE, mais vale aproveitar e andar a 120km/h). Comecei recentemente a explorar os 100km/h para ver o que se consegue.

Também já explorei os 175km/h mas não recomendo porque pode ser um bocado imprevisível quanto é que a bateria poderá render.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Page 1 of 1 (8 items) | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems