Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Novos estudos do impacto dos VE - a propagação dos erros

rated by 0 users
This post has 5 Replies | 2 Followers

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support
Telmo Salgado Posted: 10 May 2019 14:10

Boa tarde

Existem alguns tópicos onde temos assinalado para a existência de estudos com mais ou menos rigor de abordagem.

Mas infelizmente, porque as redes sociais são os novos media, e claramente, ainda pior colocados em matéria de rigor, estes têm tido particular destaque.

Um deles é este:

http://www.cesifo-group.de/ifoHome/presse/Pressemitteilungen/Pressemitteilungen-Archiv/2019/Q2/pm_20190417_sd08-Elektroautos.html

 

Neste link podemos observar alguns dos motivos pelos quais o estudo acima, como outros do género, são enviesados:

https://chargedevs.com/newswire/here-we-go-again-german-research-institute-claims-diesels-are-cleaner-than-evs/

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support

E volto a dizer: ainda que fosse verdade que os VE emitem mais CO2 (e não é), a eletrificação seria na mesma imprescindível para combater a poluição nas cidades que é responsável por milhares de mortes.

Esquecemos o essencial durante muitos anos até ao dieselgate, vamos lá a ver se a memória não se apaga outra vez com estas teorias redentoras. 

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 50 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
tcap-support

Os VE não emitem ainda que o método utilizado para obter a energia que eles consomem emita. 

Igual problema existirá para iluminar cidades usando energia proveniente de centrais a carvão. 

Estes argumentos pecam pela manipulação da verdade. 

Independentemente do esgrimir da informação há o processo inexorável da mudança de paradigma que a todos, sociedades ou indivíduos, obriga a mudar hábitos (mais que hábitos, ideias) sob pena de um futuro incerto para não dizer funesto. 

Sendo caso para dizer que os cães ladram mas a caravana passa. Ou, contra factos não há argumentos. 

Deixemos os Velhos do Restelo entregues à sua nostalgia crepuscular. 

Abraço 

Crisóstomo 

 

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
022_Auris_HSD_2G
031_Yaris_HSD
Clube 1000 km
Moderator
tcap-support

João Crisóstomo:
Os VE não emitem ainda que o método utilizado para obter a energia que eles consomem emita. 

Nem mais, é mesmo isso.
O que faz com que, à medida que a produção de energia vá ficando mais limpa, automaticamente os veículos se tornam ainda "mais limpos".

Algum impensável num carro com motor de combustão interna. As novas tecnologias para reduzir as emissões só são aplicadas nos carros novos, os que já estão em circulação em nada beneficiam... aliás, a tendência é as emissões aumentarem com a quilometragem dos carros (filtros/catalizadores deixam de ser tão eficientes, desgaste dos segmentos camisas do cilindros => aumento do consumo de óleo...).

 

Spritmonitor.de Auris HSD 2015

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

Luis Neves:
Esquecemos o essencial durante muitos anos até ao dieselgate, vamos lá a ver se a memória não se apaga outra vez com estas teorias redentoras. 

Estudos "encomendados" que pretendem, tão somente, lançar a dúvida no consumidor. Há para todos os gostos! É a luta pela sobrevivência de um conceito de mobilidade que tem os dias contados, que em poucos tempo irá revelar-se obsoleto. A electrificação é inevitável!! Por cá são já mais de 28 mil EV's matriculados, apesar da rede miserável de carregamento que temos. 

Top 50 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
tcap-support
João Crisóstomo replied on 12 May 2019 10:00

Há muito que as sociedades industrializadas deviam ter dado um salto qualitativo no que toca às fontes energéticas. 

Não o fizeram por causa dos custos financeiros e sociais: mudar estruturas implica mudanças de mentalidade, valores humanos, objectivos.

O aprisionamento às estruturas herdadas, e aos lucros que elas produzem, mantém as sociedades cativas da roda dentada quando, na verdade, entramos já na mecânica quântica. 

Inevitável é o carro elétrico como será a reciclagem das águas de uso doméstico, sob pena do planeta não nos poder alimentar. 

Compreendemos esta inevitabilidade? As novas gerações, mais que compreenderem intelectualmente, sentem que é hora de mudar. 

Já a nossa geração insiste, ou insistem os que detém as rédeas do poder financeiro, e por consequência político, em manter-se fiel ao paradigma dos combustíveis fósseis e de tudo que dele depende. 

É uma aposta perdida mas, enquanto o edifício se mantiver de pé, parece perdurar. 

Cabe aos cidadãos conscientes operar as mudanças necessárias e sobretudo contagiar os mais indecisos e temerosos com a sua, nossa, esperança. 

É o que fazemos alimentando esta Comunidade. É o que outros fazem optando por tecnologias mais limpas. 

Abraço 

Crisóstomo 

 

Page 1 of 1 (6 items) | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems