Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Alemanha encerra todas as centrais nucleares até 2022

rated by 0 users
This post has 41 Replies | 6 Followers

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support
Telmo Salgado Posted: 31 May 2011 3:27

Bom dia

Quando há umas horas se demonstrou que as emissões de CO2 a nível mundial não param de subir, eis mais um passo nesse sentido...

http://economico.sapo.pt/noticias/factura-electrica-dos-alemaes-sobe-6-com-apagao-nuclear_119443.html

De facto, é uma decisão corajosa, para o bom e para o mau.

O bom é baixar os riscos dum acidente nuclear, e como bom é investir em renováveis (resta saber em que moldes, pois a acumulação dos picos não tem grande viabilidade por lá, na minha óptica).

O mau é continuar a votar esta fonte de energia ao abandono, quando provavelmente só a fusão nuclear será o futuro sustentável com energia mais acessível... e muito know-how se vai deteriorando e a opinião pública cada vez menos informada sobre a matéria. A fronteira entre as tecnologias de cisão e a fusão são ténues, mas este passo de gigante só pode ser dado passando pela primeira tecnologia de forma segura.

Em resumo, 22% da electricidade alemã vai ter de encontrar novo rumo...

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 500 Contributor
Pendura
0000_PREMIUM_Access
031_Yaris_HSD
tcap-support

A opinião sobre o nuclear é tudo menos consensual, mas esta decisão da Alemanha é de lamentar.

É impensável sustentar o nosso consumo energético apenas em renováveis, não só a nível ambiental como de custos da electricidade, que ao produzir-se menos, vai subir de custo...

Toyota Yaris HSD

Toyota Auris HSD

Top 25 Contributor
Plug-In
013_Prius_3G
tcap-support

Estou de acordo contigo Pedro, ainda para mais, quando sabemos que a China, o Japão, a Coreia do Sul e os Estados Unidos não vão abdicar desta fonte de energia. A Europa, a este ritmo, vai perder muita competitividade...

____________________________________________________________

Conduzam com cuidado, em respeito do código, da vida e do ambiente! Cool

Luís Miguel

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

Este abandono da energia nuclear faz-me lembrar o estranho caso do Concorde. Embora os moldes sejam completamente diferentes, bastam alguns acidentes para que se coloque tudo em questão. A energia nuclear é tudo menos consensual, mas esta decisão, que me parece meramente política, não é uma boa decisão. Houveram muitas comparações deste desastre no Japão com Chernobyl, mas as situações não são comparáveis. Foi preciso um terramoto de proporções inacreditáveis (um dos 5 mais violentos de sempre) para que tivesse acontecido este acidente. Só prova que as centrais são seguras, embora não sejam indestrutíveis, obviamente. O risco existe sempre, mas há formas de minimizá-lo. 

A menos que o investimento em energias alternativas sofra um aumento brutal, a nossa dependência dos combustíveis fósseis será cada vez maior.

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support
João Prates replied on 21 May 2012 14:58

Carlos Costa:
O risco existe sempre, mas há formas de minimizá-lo. 

Meu GRANDE amigo Carlos, o risco é simplesmente intolerável, e o resíduo gerado intratável, portanto que futuro pode ter a solução nuclear?

Eu posso aceitar o risco de andar de mota. Se houver um acidente dificilmente morre mais de 1 pessoa (no pior caso da morte).

Eu posso aceitar o risco de andar de carro. Já são 5 pessoas a morrer, se fôr com outro carro talvez 10, enfim um autocarro... mas as vantagens são capazes de compensar o risco se não conduzirmos como doidos.

Eu posso aceitar o risco de andar de avião. Morrem logo umas 300 pessoas, é verdade, mas as probabilidades de um avião ter um acidente fatal são muito menores do que as de um carro ter um acidente... ok, 300 pessoas já dá que pensar... mas lá se vive com o risco.

Agora diz-me lá como é que podes viver com o risco de uma central nuclear? Como é que podes viver com o risco de fazer um total wipe out de uma região como se uma bomba atómica tivesse explodido? Claro que podes minimizar os riscos, tal como nas motas, nos carros e nos aviões, mas estamos a falar de MILHARES de pessoas desta geração, e pior do que isso, a estigmatizar e a colocar com riscos de saúde terríveis, especialmente cancerígenos, GERAÇÕES FUTURAS que ainda nem sequer nasceram! Isto é tolerável?

Igualmente intolerável para mim é produzir energia com um by-product intratável. O que fazes com os resíduos nucleares? Ah pois... nada... ninguém sabe o que fazer, e deixa cá ver... ah pois leva milhares de anos até perderem a radioactividade... Tá tudo doido? Acham que foi mau deixar os nossos filhos e netos com dívida pública? Isso é alguma coisa comparado com deixar resíduos radioactivos por MILHARES DE ANOS? O que vão fazer? Mandar para o sol num foguete? Se calhar...

Carlos Costa:
A menos que o investimento em energias alternativas sofra um aumento brutal, a nossa dependência dos combustíveis fósseis será cada vez maior.

Estou farto de dizer, e não sou o único: O segredo para um mundo sustentável do ponto de vista energético é cada um de nós produzir pelo menos a nossa baseline energética. Por outras palavras: Temos de produzir pelo menos o suficiente para suprir as nossas necessidades básicas e constantes de energia.

Se cada um de nós produzir um pouco do que gasta, e se produzirmos mais... tanto melhor... o problema desaparece por completo. O que não se pode aceitar é que continuemos dependentes dos grandes centros produtores, com desperdícios enormes no transporte, quando cada um de nós podia perfeitamente produzir pelo menos metade, ou que fosse 1/4 da energia localmente.

Tanto critico as centrais térmicas a carvão como critico as centrais fotovoltaicas da Amareleja e outras que tais. Que disparate. Que sentido pode fazer uma central no meio do nada, a centenas de kms do seu destino final de consumo? Chega de pagar por desperdícios! Energia renovável sim, mas produzida onde se consome, localmente, é isso que faz sentido, é isso que fica barato, não é fazer parques eólicos no monte olimpo ou centrais fotovoltaicas no deserto.

Se cada um de nós produzir uma parte significativa da energia, restam apenas os grandes consumidores, os chamados consumidores intensivos de energia para sugar a capacidade das grandes centrais. E para esses as centrais existentes já chegam e sobram.

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

João Prates:
que futuro pode ter a solução nuclear?

Sinceramente não sei, não sou expert na matéria. Apenas não sei onde iremos, a curto prazo, arranjar uma fonte de energia capaz de substituir as centrais nucleares.

João Prates:
O segredo para um mundo sustentável do ponto de vista energético é cada um de nós produzir pelo menos a nossa baseline energética. Por outras palavras: Temos de produzir pelo menos o suficiente para suprir as nossas necessidades básicas e constantes de energia.
 

Achas isto viável para um horizonte de quantas décadas? No papel a ideia é excelente, tens razão, mas.... e a aplicação prática disto? Custos?

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Carlos Costa:
Apenas não sei onde iremos, a curto prazo, arranjar uma fonte de energia capaz de substituir as centrais nucleares.

Nem eu, que também não sou expert nenhum na matéria.

Mas o que sei é que tentar arranjar soluções a curto prazo para tapar buracos à pressa dão sempre mau resultado.

As coisas têm de começar a ser devidamente planeadas, e planeadas olhando para as consequências todas, as boas e as más.

O nuclear aparenta ser uma solução fácil pela dimensão de energia que é capaz de produzir, e ninguém pensa nas coisas más que tem...

Carlos Costa:
Achas isto viável para um horizonte de quantas décadas? No papel a ideia é excelente, tens razão, mas.... e a aplicação prática disto? Custos?

Porque queres um HSD? Porque não compras um Smart diesel por exemplo? Custos de um Prius? Ah pois é...

Tudo tem custos, mas temos de olhar para os benefícios e tentar perceber se compensam ou não.

Os custos dos sistemas fotovoltaicos têm dado um trambolhão brutal, e muito em breve com a constante subida dos preços dos combustíveis e da energia em geral vão passar a ser bastante atractivos mesmo sem subsidiaridade. Este dia está perto.

Claro que temos de apostar na eficiência energética, claro que temos de desacelerar o ritmo de crescimento do consumo, temos de usar muito melhor a energia que gastamos hoje para produzir mais com o mesmo. Mas não tenho dúvidas nenhumas, ao contrário dos nossos governantes, que a eficiência energética não vai resolver o problema, porque é impossível reduzir o consumo.

Cada vez somos mais gente, a população não pára de crescer, e todos os gadgets de conforto que temos e usamos são cada vez mais alimentados a electricidade. Cada vez precisamos de mais energia. Cada vez consumimos mais. Isto estou de acordo contigo: Precisamos de mais e mais energia.

Por isso defendo que cada um deve ser responsável pela energia que consome. Não podemos ser fundamentalistas, até porque há situações bastante banais e comuns a muita gente que tornam isto impossível (por exemplo como faz quem mora em apartamentos?) mas se continuarmos a pensar que a solução não serve porque não se aplica a todos então nunca mais se faz nada.

Façam as contas se cada moradia, se cada hipermercado, se cada fábrica, se cada indústria, etc produzisse localmente a maior parte da sua energia?

Se isto fosse feito, meus amigos, já teríamos centrais a mais.

 

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

João Prates:

Porque queres um HSD? Porque não compras um Smart diesel por exemplo? Custos de um Prius? Ah pois é...

Isto não é termo de comparação. A compra de um carro, muitas vezes, tem muito pouco de racional. Tem em conta muitos outros factores, para além dos custos de manutenção, utilização, etc... A produção de energia localmente é possível, não é nenhuma utopia, mas ainda é uma solução para um número muito reduzido de pessoas, porque implica investimentos que a esmagadora maioria das pessoas não pode suportar.

Eu gostava muito de viver sem centrais de carvão e nucleares, mas por enquanto é impossível. Infelizmente!!

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Carlos Costa:

João Prates:

Porque queres um HSD? Porque não compras um Smart diesel por exemplo? Custos de um Prius? Ah pois é...

Isto não é termo de comparação.

Essa agora. Porquê?

Carlos Costa:
A compra de um carro, muitas vezes, tem muito pouco de racional.

Ah ok. Concordamos então que a produção de energia é uma coisa super-racional, e que a compra de um carro tem muito de paixão?

É isso que dizes? Olha que também tenho paixão pela produção de energia... se calhar não é assim tão diferente...

Carlos Costa:
Tem em conta muitos outros factores, para além dos custos de manutenção, utilização, etc...

E nos sistemas fotovoltaicos tem em conta muitos outros factores, como eficiência, rendimento, perdas por temperatura, MTBF, degradação das células, MPPTs, etc... Como vês cada um tem os seus pormenores a ter em atenção, e todos contribuem de forma decisiva para o preço.

Carlos Costa:
A produção de energia localmente é possível, não é nenhuma utopia, mas ainda é uma solução para um número muito reduzido de pessoas, porque implica investimentos que a esmagadora maioria das pessoas não pode suportar.

Isto tá giro tá... discordo...

Diz-me uma coisa: Quando compras um carro esperas ter retorno do investimento? A menos que sejas taxista não me parece.

Quando investes num sistema de energia tens o retorno garantido. Mais cedo ou mais tarde é garantido que se paga a si mesmo.

Se a malta não se importa de ficar 4, 5, e alguns até 6 anos a pagar um carro que só lhe dá despesa, porque raio não pode considerar fazer o mesmo com algo que lhe vai reduzir os custos a médio prazo?

Tens sistemas simples que já por menos de 10 mil Eur vês o teu investimento pago em 5 anos... ora compra lá um carro por 10 mil eur que se pague a ele mesmo em 5 anos... Epá...

Se eu tiver dinheiro para investir num carro ou num sistema fotovoltaico, onde é que o dinheiro é melhor investido ehm?

OK, a mobilidade vale dinheiro, é muito conforto, etc, mas porque raio se menospreza tanto o valor de um sistema de geração de energia!?!?!?

Não percebo.

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

O desastre de Fukushima lembrou a todos as consequências, não só do acidente em si, mas da falta que a produção faz. Num espaço de meses aumentou-se a importação de GN no Japão, com um brutal aumento do preço desta fonte. Para não falar no incremento em CO2 emitido.

O que divide especialistas e interessados, bem como a opinião píblica, é o difícil balanço entre a emissão de GEE das alternativas (global) e o risco destes casos (local).

A produção por via renovável tem e terá cada vez mais um papel importante, mas levará tempo a substituir.

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Page 1 of 5 (42 items) 1 2 3 4 5 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems