Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Alemanha encerra todas as centrais nucleares até 2022

rated by 0 users
This post has 41 Replies | 6 Followers

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Telmo Salgado:
O desastre de Fukushima lembrou a todos as consequências, não só do acidente em si, mas da falta que a produção faz. Num espaço de meses aumentou-se a importação de GN no Japão, com um brutal aumento do preço desta fonte. Para não falar no incremento em CO2 emitido.

Quem se vicia em centrais nucleares, como é o caso evidente do Japão, tem um comportamento típico de quem tem tudo sem esforço.

A quantidade de energia que o Japão consome é assustadora. Uma vez li que a central que rebentou dava para alimentar não sei quantos Portugal em termos de quantidade de energia produzira. Ora eles têm largas dúzias delas, o que diz muito do consumo.

Se podes produzir energia facilmente e de forma barata, para quê preocupares-te com o consumo?

É tal e qual o espírito Americano com os carros, por via de serem desde sempre produtores de petróleo, com a gasolina mais barata que a água, nunca se preocuparam com o consumo da frota automóvel e dos transportes pesados. Só agora começam "se calhar" a pensar que têm de mudar.

Telmo Salgado:
O que divide especialistas e interessados, bem como a opinião píblica, é o difícil balanço entre a emissão de GEE das alternativas (global) e o risco destes casos (local).

Pois. Eles que vivam em cima de bombas nucleares que ao menos não poluem o nosso planeta localmente... não sei... parece... egoísmo não é?

Telmo Salgado:
A produção por via renovável tem e terá cada vez mais um papel importante, mas levará tempo a substituir.

Estou farto deste velho problema.

Já era o mesmo problema há 5 anos, já era o mesmo há 10, já era o mesmo há 50... o problema é sempre o mesmo: "AH E TAL ISSO LEVA TEMPO"! E como resultado nunca se inicia nada. Somos muito mandriões!

Por isso é que agora temos de corrigir em 3 ou 4 anos as asneiradas de governações anteriores que nos levam a sofrer como muito bem se podia ter evitado com correcções mais progressivas. É como a Educação. É a Educação. Tudo se resume a Educação no final.

Dá trabalho, leva tempo, é preciso criar consciência, para as renováveis (sem subsídios exagerados) terem sucesso. Pois claro. E então? A solução é não fazermos nada e irmos enterrar a cabeça na areia com a solução "rápida" do Nuclear? Ah pois... Se nos apanhamos com uma central nuclear os problemas desaparecem todos... ou quase... e ganhamos outros... piores...

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

João Prates:

Telmo Salgado:
O desastre de Fukushima lembrou a todos as consequências, não só do acidente em si, mas da falta que a produção faz. Num espaço de meses aumentou-se a importação de GN no Japão, com um brutal aumento do preço desta fonte. Para não falar no incremento em CO2 emitido.

Quem se vicia em centrais nucleares, como é o caso evidente do Japão, tem um comportamento típico de quem tem tudo sem esforço.

A quantidade de energia que o Japão consome é assustadora. Uma vez li que a central que rebentou dava para alimentar não sei quantos Portugal em termos de quantidade de energia produzira. Ora eles têm largas dúzias delas, o que diz muito do consumo.

Se podes produzir energia facilmente e de forma barata, para quê preocupares-te com o consumo?

É tal e qual o espírito Americano com os carros, por via de serem desde sempre produtores de petróleo, com a gasolina mais barata que a água, nunca se preocuparam com o consumo da frota automóvel e dos transportes pesados. Só agora começam "se calhar" a pensar que têm de mudar.

(...)

Há algum tempo que o Japão tinha programado o shut-down, os factos recentes é que despoletaram o processo para situação de emergência.

Alegar o "vício" em centrais nucleares é injusto (o nuclear era uma solução "limpa" em 1970, levando à decisão de construção também porque escasseavam outras fontes, só em 1979 com Three Mile Island é que se descobriram os problemas), bem como aludir a uma perspectiva "espírito americano" do consumo elevado a custos reduzidos, se há povo determinado em produzir o máximo com o mínimo de gasto é o Japão.

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Telmo Salgado:
Há algum tempo que o Japão tinha programado o shut-down, os factos recentes é que despoletaram o processo para situação de emergência.

Deixa-me fazer 3 perguntas então:

1) Quantas centrais nucleares tem o Japão?

2) Quantas estavam programadas para desmantelamento?

3) Quantas estão programadas serem construídas?

Telmo Salgado:
se há povo determinado em produzir o máximo com o mínimo de gasto é o Japão

Hummm... o que te leva a dizer isso? Em que te baseias?

A ideia que tenho do Japão não é essa, mesmo nada.

Não estarás a confundir o espírito do Prius com o espírito da Nação?

Como eu costumo dizer: Convence-me do contrário.

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

João Prates:

Telmo Salgado:
Há algum tempo que o Japão tinha programado o shut-down, os factos recentes é que despoletaram o processo para situação de emergência.

Deixa-me fazer 3 perguntas então:

1) Quantas centrais nucleares tem o Japão?

2) Quantas estavam programadas para desmantelamento?

3) Quantas estão programadas serem construídas?

1) Estão todas as 17 off. 54 reactores no total.

2) Desconheço.

3) 5 canceladas nos últimos 20 anos.

 

http://en.wikipedia.org/wiki/United_States-Japan_Joint_Nuclear_Energy_Action_Plan

De facto, foi um exagero meu considerar que o plano promovia o shut-down das tradicionais menos aptas.Embarrassed

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Em relação à "magreza energética" do Japão, uma olhadela nos índices de energia por PIB dão uma ideia:

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_energy_intensity

 

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Telmo Salgado:
1) Estão todas as 17 off. 54 reactores no total.

Mas isso foi uma decisão tomada depois do acidente não foi?

O que importa é como estava antes da casa ser roubada... agora colocar trancas na porta é fácil.. mas custoso...

Telmo Salgado:
De facto, foi um exagero meu considerar que o plano promovia o shut-down das tradicionais menos aptas.Embarrassed

É certo que o Japão é dos países mais industrializados do mundo.

É certo que as indústrias precisam de muita.. IMENSA quantidade de energia, e é fácil perceber que a Nuclear é uma tentação muito grande.

Para que tem as necessidades que eles têm, o problema é enorme... mas agora não tenho tempo para divagar... tenho um Leaf na garagem. Wink

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

João Prates:

(...)... mas agora não tenho tempo para divagar... tenho um Leaf na garagem. Wink

bla bla bla, por mais que escreva vou ser ignorado...

LOL

Dá-lhe, Pratos! Queremos uma apreciação pelo teu crivo!!...

 

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

João Prates:
Olha que também tenho paixão pela produção de energia... se calhar não é assim tão diferente...

Bem sei que és um apaixonado pela energia e pelo ambiente, mas continuo a achar que não podemos comparar duas coisas tão distintas. 

João Prates:
Se a malta não se importa de ficar 4, 5, e alguns até 6 anos a pagar um carro que só lhe dá despesa, porque raio não pode considerar fazer o mesmo com algo que lhe vai reduzir os custos a médio prazo?..

Se uma pessoa tem 20 mil eur para gastar pode investir 10 mil num carro e outros 10 mil na produção de energia. É óbvio. O problema é que poucas pessoas podem assumir essas responsabilidades. E como não podem ir trabalhar de painéis fotovoltaicos, preferem investir num automóvel.Devil É uma questão de prioridade.

João Prates:
OK, a mobilidade vale dinheiro, é muito conforto, etc, mas porque raio se menospreza tanto o valor de um sistema de geração de energia!?!?!?

Nunca menosprezei nada, caro amigo!! Quem me dera ter um!! 

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support

Um Leaf, hum? Quem sabe um dia existem carros eléctricos alimentados por um mini reactor nuclear...Devil

On topic, é verdade que a eficiência energética tem um enorme potencial de consumos, e que as energias renováveis podem dar um importante contributo. Mas também não deixa de ser verdade que, se por algum motivo, fosse necessário parar de usar subitamente combustíves fósseis, a única forma de assegurar a produção de base nas redes seria o uso do nuclear, já que as renováveis têm a irritante mania da intermitência.

Sobre Fukujima, é relevante dizer que o problema se deveu a uma questão indirecta. Na verdade, a central resistiu sem problemas a um dos mais intensos sismos registados. O que correu mal foi simplesmente o abastecimento de energia da própria central. Imediatamente a seguir ao sismo os reactores foram fechados por precaução, tendo deixado de produzir energia. Pouco depois, a central térmica de backup que se situava a alguns quilómetros, junto à costa, foi destruída pelo tsunami. E finalmente, os geradores de emergência da própria central nuclear, localizados a 10 metros de altura nas instalações, foram igualmente levados pelo gigantesco tsunami, que ultrapssou na zona os 14 metros de altura. Sem energia, deixou de ser possível arrefecer os núcleos e sucedeu-se o problema de todos conhecido.

Apesar de tudo, e sem discutir o problema de segurança resultante, não deixa de ser curioso observar que o tsunami matou 20.000 pessoas e, que se saiba, até ao momento o acidente nuclear zero, o que constrasta um pouco com a atenção dada a um e outro acidente...

Isto, como os acidentes de aviões, só prova é que de facto há sempre algo em que não se pensou devidamente, e que uma conjugação inesperada de factores por vezes leva a que triplas ou quádruplas redundâncias não funcionem.

 

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Luis Neves:

(...)

Sobre Fukujima, é relevante dizer que o problema se deveu a uma questão indirecta. Na verdade, a central resistiu sem problemas a um dos mais intensos sismos registados.

(...)

Ainda há dias referia isso mesmo, foi um dos mais intensos sismos verificados (existidos e registados?) até hoje. O que todos assistimos incrédulos nas imagens de televisão, como cidades a serem arrasadas pela parede de água, foi de facto um momento que em directo, talvez num bom par de gerações, nunca mais, felizmente, se irá repetir. Proporções bíblicas!

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Page 2 of 5 (42 items) < Previous 1 2 3 4 5 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems