Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

BMW i3 REX - consumos pela EPA

rated by 0 users
This post has 50 Replies | 6 Followers

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
011_Prius_1G
210_Renault_Fluence
tcap-support

Alexandre Oliveira Perdigão:
O ChaF também alinha Wink

Ia precisamente perguntar-te isso!Stick out tongue

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Alexandre Jesus:

(...)

Mas era giro conseguirmos fazer o teste que o Telmo sugere, desde que se consiga aferir os valores, para tirar teimas e nos esclarecer melhor em que ponto de evolução estão os diferentes construtores.

Era fantástico!!! Big Smile

Em relação ao ponto de evolução, receio que a Regie/Nissan esteja a dar uma bela lição à Toyota, no que a BEVs no mercado diz respeito. Embarrassed

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Alexandre Jesus:
Acredito que os 50cv do motor eléctrico do Prius sejam suficientes para uma condução normal, tal como os 67 do Czero são mais que suficientes para o uso que lhe damos; mas compará-los aos 170cv do i3?!? Deve fazer alguma diferença, não achas?

Enquanto não exigires mais do que a potência limite dos diferentes modelos, a diferença é nula, excepto no que a consumos diz respeito.

Alexandre Jesus:
Sabes o que gostas na Vectrix? É daquela disponibilidade que ela te dá, de olhar para um sítio e, praticamente, "saltar" para lá. Acredito que o i3 te dê uma sensação idêntica, salvaguardando o espaço que ocupa, evidentemente! Mas no Prius não tens isso, pois não? Pelo menos sem despertar o "fumarento"!Big Smile

Gostava. A última versão de software resolveu o problema das baterias matando a pica toda da mota. Life sucks!

Mas voltando à vaca fria, estamos a falar de condução normal, dentro dos parâmetros utilizados pelos ciclos de teste mas em vida real.

Claro que ter 100 cv ou ter 50 cv não é a mesma coisa, não sou parvo, só digo que os 100 cv fazem falta tão poucas vezes que não me chateia nada ter de fazer entrar o MCI para os obter, tendo como contrapartida um EV muito mais eficiente e uma bateria muito mais poupada.

Alexandre Jesus:
Mas era giro conseguirmos fazer o teste que o Telmo sugere, desde que se consiga aferir os valores, para tirar teimas e nos esclarecer melhor em que ponto de evolução estão os diferentes construtores.

O complicado será mesmo o método de teste, e de avaliação, porque reunir os carros não custa nada.

Top 10 Contributor
EV
012_Prius_2G
310_Nissan_Leaf
Clube 1300 km
tcap-support

Só para meter a colher, segundo o site da Toyota, o motor eléctrico são 82 cv e não 50 Stick out tongue

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

José Rosado:
Só para meter a colher, segundo o site da Toyota, o motor eléctrico são 82 cv e não 50 Stick out tongue

Em modo EV a bateria de tracção do PHV consegue entregar "apenas" 38 KW, ou seja, os tais 50 cv. A componente eléctrica é capaz de produzir mais potência, mas em modo EV puro a bateria impõe limites.

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
310_Nissan_Leaf
420_BMW_C_Evolution
903_Tesla_Model_3
Clube 1000 km
Moderator
tcap-support

João Prates:
Parece que agora desde que têm EVs têm a mania que andam o dia todo a queimar pneu a puxar pela potência dos carros... tenham juízo!

Se essa generalização fitipaldiana era para me incluir a mim esquece: tirando um arranque ou outro mais vivo de quando em vez, conduzo "exatamente" da mesma maneira que conduzia o IN, mesmo tendo em conta que nestes quase 4000km que o ChaF já leva só devo ter gasto práí uns 10 ou 15 euros de eletricidade. Cool

Lá para trás quando falei no termo de comparação do i3 e do Ampera/Volt enquanto plugins face ao Prius PHV, no que à eficiência energética diz respeito, queria apenas recordar que nos dois primeiros o motor de combustão não contribui para a locomoção e é talvez por isso que é mais gastador do que o MCI do Prius.

Tendo em conta as médias que consigo fazer com o ChaF, mesmo com uma condução serena, se o PHV faz 14,5kWh/100km em modo EV puro então digo já que é bem bom.

Nissan Leaf Tekna 30kWh out 2016 > ...   |   Renault Zoe Intens - jan 2014 > out 2016 (R.I.P.)   |   Prius 3G (ZVW30) - dez 2009 > dez 2013

                                                                                                         Spritmonitor.de |   Spritmonitor.de

aop@prius-pt.com

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support

Acho que a Toyota também deve ter alguns cavalos escondidos, neste caso eléctricos.

Quando testei o PHV de produção que me empestaram aqui em Coimbra, um dos meus testes foi ver como se portava na subida inclinada e longa que faço nos meus trajectos pendulares.

Não há maneira alguma de 50 cv conseguirem acelerar como eu vi por aquela subida acima, arrastando tonelada e meia de lastro. Ou então os cavalos eléctricos não são iguais aos outros!

Garanto que se mexeu melhor que um Ypsilon 1.2 de 69 cv que tenho cá em casa, e este a subir de prego a fundo (e bastante mais leve)!

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
011_Prius_1G
210_Renault_Fluence
tcap-support

Luis Neves:
Acho que a Toyota também deve ter alguns cavalos escondidos, neste caso eléctricos.

Tem e chama-se binário, sempre no máximo desde que arranca, segundo dizem. Não é, Luis? Wink

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
011_Prius_1G
210_Renault_Fluence
tcap-support

Alexandre Oliveira Perdigão:

João Prates:
Parece que agora desde que têm EVs têm a mania que andam o dia todo a queimar pneu a puxar pela potência dos carros... tenham juízo!

Se essa generalização fitipaldiana era para me incluir a mim esquece: tirando um arranque ou outro mais vivo de quando em vez, conduzo "exatamente" da mesma maneira que conduzia o IN (,,,)

Não te preocupes AOP: o João referia-se a ele próprio na Vectrix, antes de lhe cortarem nos cavalos!... :D

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
022_Auris_HSD_2G
Clube 1000 km
Moderator
tcap-support
Duarte Semedo replied on 29 May 2014 10:28

Luis Neves:
Não há maneira alguma de 50 cv conseguirem acelerar como eu vi por aquela subida acima, arrastando tonelada e meia de lastro. Ou então os cavalos eléctricos não são iguais aos outros!

Garanto que se mexeu melhor que um Ypsilon 1.2 de 69 cv que tenho cá em casa, e este a subir de prego a fundo (e bastante mais leve)!

A grande diferença dos motores eléctricos é terem o valor de binário contastante desde as >0 rpm. Atenção que a potência é resultado do produto do binário pela rotação. A partir do regime da potência máxima, aumentando a rotação a potência mantém-se, o que significa que o binário começa a reduzir. Isto tudo para dizer que num motor eléctrico facilmente se consegue tirar poveito da sua potência máxima.

Se Prius fez melhor a subida é porque alguém não soube tirar o partido dos 69 cv do Ypsilon. Devil Quando ia a fundo a que rotação ia o MCI? Por acaso ia perto da zona de potência máxima? 

O ir a fundo é muito relativo. Faz-me lembrar um episódio que um colega meu presenciou. Uma dia foi de boleia com uma prima, e numa subida da A1 o carro começou a morrer, então ele sugiriu que metesse uma abaixo, ao que ela respondeu "não vale a pena já vou a fundo". Big Smile

Na cabeça da prima do meu colega, como ia na mudança mais alta e ia a fundo o carro já estava a dar tudo o que tinha para dar... ele nem tentou explicar que pondo uma abaixo o carro teria mais força.

Nos carros de caixa manual raramente o motor está no regime da potência máxima, e quando se quer fazer uso da potência máxima requer algum trabalho (trocar de mudança). Uma das grandes vantagens do HSD é que tudo é feito automaticamente e é possível extrair a potência máxima sempre que solicitado, basta acelerar a fundo. Yes

Lá em casa mora um Jazz de 68cv, potência semelhante ao Ypsilon. Andar a fundo abaixo das 3000 rpm é completamente diferente de andar a fundo acima das 4000 rpm. O certo é que raramente passo das 3000 rpm, mas quando é preciso ponho-o a "cantar" perto das 5000 rpm, e nesse regime até parece que tem turbo.

Spritmonitor.de Auris HSD 2015

Page 3 of 6 (51 items) < Previous 1 2 3 4 5 Next > ... Last » | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems