Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Gasto energético de frigoríficos e congeladores

rated by 0 users
This post has 3 Replies | 2 Followers

Top 25 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
050_C-HR_2016
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Pedro Tiago Posted: 24 Sep 2015 14:52

Dei com esta afirmação:

"Quanto mais cheio estiver o frigorífico melhor é o seu funcionamento, uma vez que os alimentos retêm melhor o frio do que o ar. Assim, caso não estejam alimentos suficientes no compartimento, deve-se colocar recipientes fechados, como garrafas, não totalmente cheios, com líquido no interior. Isto vai reduzir as oscilações de temperatura no interior do aparelho, minimizando o consumo energético enquanto não se colocar mais alimentos a refrigerar.
No entanto, é importante assegurar a circulação do ar, evitando comprimir demasiado os alimentos ou colocá-los em contacto directo com as paredes. Também se o frigorífico estiver demasiado cheio vai fazer com que a porta tenha que estar mais tempo aberta de cada vez que quer retirar algo, causando um maior consumo energético."

no site ecosave , como sei que há malta interessada nestas matérias neste site gostaria de discuti-lo convosco, sempre achei que um frigorífico ou um congelador vazio consumia menos energia (e estou a falar do total de energia consumido), o que acham?

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Se o frigorífico estiver permanentemente fechado, ou maioritariamente fechado, é indiferente, e até provavelmente pior estar cheio.

A questão acontece/coloca-se quando o frigorífico é aberto bastantes vezes. Nesses casos a reserva de frio que será apenas o ar caso esteja vazio é rápidamente substiuído por ar quente, e a temperatura sobe rápidamente. É uma questão de inércia, de massa existente e energia contida nessa massa.

Se pelo contrário o espaço estiver cheio, entra pouco ar comparativamente com estando vazio, por isso o ar quente que entra é menor, a energia que entra é menor, e os objectos que lá se encontram servem de reserva de frio ajudando a repor mais rápidamente a energia perdida na abertura da porta.

Tem tudo a ver com a quantidade de ar quente que entra. Mais ou menos ar. Havendo menos volume de ar frio para substiuir por quente, a temperatura sobe menos a cada abertura de porta.

É a interpretação que tenho, salvo melhor opinião.

 

EDIT: Já agora, para quem não conhece os ciclos de consumo típicos de um equipamento destes, aqui fica o meu combinado em 24h:

e noutra escala as últimas 6 horas:

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
510_Outlander_PHEV
Clube 1000 km
Moderator
tcap-support

João que aparelho usas para obter essa info?

procurei na net mas sem grande sucesso ou entao com algumas reservas quanto ao resultado.

Toyota Prius 3G Gpl by AutoGasPower    Spritmonitor.de     Diário de Bordo de Um Prius Serrano

Mitsubishi Outlander PHEV    Spritmonitor.de  Diário de Bordo do Ironhide

Diário de um projeto de Autoconsumo Beirão - Link

Renault Fluence ZE - Diário de Bordo do Adamastor (Fechado)

Page 1 of 1 (4 items) | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems