SITE OFFLINE
Esta comunidade mudou-se para https://ecomove.pt, registe-se no novo site!

Nissan Note e-POWER: elétrico... mas pouco...

rated by 0 users
This post has 59 Replies | 5 Followers

Top 25 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
050_C-HR_2016
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

Mais info: http://turbo.sapo.pt/ultimas/artigo/nissan-apresenta-note-e-power--15953.html

(...)apenas em momentos escassos ser necessário recorrer ao motor de combustão, que, por sua vez, é mais eficiente pois não está diretamente ligado à locomoção das rodas. Isto leva a Nissan a afirmar que automóveis com o e-Power têm uma eficiência “bastante superior à dos híbridos convencionais, especialmente nos trajetos suburbanos e em cidade”(...)

...também não acredito nestas afirmações...

 

EDIT: e aqui http://www.greencarreports.com/news/1106846_nissan-e-power-series-hybrid-builds-on-electric-car-expertise

(...) But the company was stingy with technical details in its press materials, which did not specify the battery capacity, engine output, or motor power.(...)

(...)That one-twentieth statistic likely refers to the physical dimensions and volume of the pack itself.

But if applied to the 30-kilowatt-hour capacity of the current Leaf battery, it would work out to 1.5 kwh—very close to the average hybrid battery used by Toyota, Ford, and others.(..)

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
banned

Pedro Tiago:

Afonso Henriques:

Smile   Estás a procura de argumentos para dizer mal ...    esse é absurdo.  não me leves a mal.

Então achas que o motor não teria força para dar a energia necessária para o motor eléctrico mover o carro?

Acho! e agora? Fundamentação que é coisa que não apresentas, tens para dar? ...ou baseias-te só na tua magnanime opinião para apelidar as dos outros de absurdas?

A minha opinião não é magnanime...  é apenas a minha opinião...   e só tem o valor que lhe quiseres dar. Wink

Mas o que disseste não faz sentido.  Por acaso estamos a falar de um grupo de entusiastas que fizeram este carro numa garagem?

A Nissan é um dos maiores fabricantes mundiais. Será que de repente os seus engenheiros foram todos infectados com o vírus da burrice?  Hmm

Mas a questão é a seguinte:  O MCI pode sempre alimentar o motor eléctrico directamente e apenas mandar para a bateria o excedente da energia. E também a energia regenerada...   quanto maior a capacidade da bateria melhor...  mas quanto menor e mais leve for, melhor. Há que encontrar o ponto de equilíbrio tendo em conta o que se pretende do veiculo.

Num sistema híbrido a bateria é o elo mais fraco. Perde-se sempre muita energia no processo carga/descarga.

Consegue-se um maior aproveitamento da energia eléctrica se for consumida directamente...   o problema é mesmo o armazenamento.

Como o Telmo falou, nos veículos pesados este sistema é usado porque permite simplificação mecânica e até pode nem ter bateria.

Nos automóveis também se aplica o mesmo. Repara como é simples mecanicamente um EV. E repara que um motor eletrico tem força a qualquer rotação, desliga imediatamente se não precisar fazer força e produz energia na travagem....    um MCI não faz nada disto. Pelo contrario, desperdiça muita energia nas oscilações constante de rotação....  implica caixa de velocidades...   enfim...  não é eficiente nem simples.

Mas um MCI como gerador é bem mais eficiente. Porque pode ser optimizado para trabalhar no melhor regime.  É claro, a energia gerada é menor que a consumida. Mas sem duvida que a energia consumida é menor que se o MCI estivesse ligado as rodas como nos carros normais.

Na crise do petróleo dos anos 70, muitas soluções, visando poupar petróleo, foram desenvolvidas e bem estudadas. Esta era uma delas. 

Na época, com baterias de chumbo e sem computadores para gerir o sistema, concluiu-se que era bem mais eficiente que os carros normais. (não tenho agora documentos para provar isto).

Só que a crise do petróleo passou...   e voltou a ser importante consumir muito petróleo.   Além disso a gasolina não era cara e a malta gostava era de ouvir os motores...   os americanos então, com os seus potentes V8....    ninguém compraria um híbrido... seria motivo de gozo. 

Mas se é melhor, porque não foram lançados no mercado carros assim antes?

A resposta é simples: as mentalidades ainda não mudaram assim tanto.

Para a maioria dos europeus, já é aceitável passar para um híbrido que é na verdade um carro normal com um pequeno motor eléctrico a ajudar...  ao estilo dos VW.    A própria VW sabe que não é a solução mais eficiente, mas é a que os seus clientes aceitam melhor.  

A Toyota optou por uma solução intermédia...    mas para muita gente ainda é visto com desconfiança. Mas é carro para o mundo inteiro e muitas mentalidades diferentes. 

A Nissan teve que lançar o Leaf...    e agora diz: já viram que o sistema do Leaf é bom, funciona, então para quem não pode carregar, temos uma versão com gerador a bordo e sem o custo e peso de uma enorme bateria.

Dos 3 sistemas de híbrido, não estou a dizer que este é o melhor. Não sei se será melhor que o novo Prius, mas também não me espanta se for.

Uma coisa é certa, a massificação de carros mais ecológicos só será possível com carros que produzem energia a bordo. Seja através de geradores de gasolina ou gás, microturbinas ou fuel cells...       Na verdade a única verdadeiramente ecológica é a fuel cells.

Eu estou muito curioso para ver os resultados deste carro...    mesmo muito.  Porque há muitos anos que é este é o meu conceito de híbrido a gasolina.

Mas a longo prazo é substituir o gerador por células de combustível a hidrogénio. 

A Toyota já está um passo a frente mais uma vez.

Pois...  a fundamentação...     não te posso dar Pedro,  mas fica atento aos resultados deste carro....

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Afonso, a caixa de velocidades ainda é o meio mais eficiente de transmissão...

É o chamado "caminho mecânico", que também existe nos nossos HV, no Power Split Device (PSD), em que uma parte da energia desenvolvida é mecânicamente ligada às rodas e uma outra é enviada eletricamente Às rodas.

Salvo erro aqui no fórum foi o Alexandre Moleiro que matematicamente simplificou a % elétrica a partir das RPM do MCI, porque o PSD tem relações fixas.

O problema das caixas de velocidade é a de ter linhas de operação RPM/carga que não favorecem o funcionamento nos melhores pares {regime-carga} de operação eficiente. Uma outra forma de fazer isso foi desenvolvida pela Honda no IMA, com uma CVT mecânica. Os resultados são bastante razoáveis na maior parte dos percursos.

Nota o seguinte, Afonso, o rendimento dum caixa de engrenagens é 96%.

O rendimento do conjunto Gerador-Inversor-Motor é 95% x 95% x 98% = 88%.

 

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
banned

Concordo com tudo o que disseste.

A caixa de velocidades é só um elemento desnecessário no EV, dai menos peso. Mas é verdade que não perde eficiência significativamente pelo seu funcionamento.

Mas num carro normal, sabes qual é a eficiência real?

Será mais ou menos que esses 88%?

Eu penso que só num teste pratico entre o Note gasolina e este novo é que se consegue tirar uma conclusão real...   e estou com muita curiosidade sobre isso.

 

 

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support
Telmo Salgado replied on 4 Nov 2016 14:45

Afonso Henriques:

(...)

Mas num carro normal, sabes qual é a eficiência real?

Será mais ou menos que esses 88%?

Eu penso que só num teste pratico entre o Note gasolina e este novo é que se consegue tirar uma conclusão real...   e estou com muita curiosidade sobre isso.

 (...) 

A eficiência é aquela, 96%, o normal de qualquer caixa de engrenagens. O mau rendimento dos automóveis fumarentos advém doutros fatores, como o MCI a trabalhar em condições de eficiência baixa ou muito baixa.

O que é novo neste Note e que exige alguma reflexão é este caminho elétrico, e que acima expus.

Ora bem, um Note a gasolina faz no ciclo JC08 25km/l (4l/100km)

(http://nissannews.com/pt/nissan/brasil/channels/us-united-states-nissan/releases/nissan-note-launched-a-new-global-hatchback?page=218&query )

Este e-Power diz fazer 37,2km/l (2,7litros/100km)

O Prius 4G faz 40km/l (2,5litros/100km)

O que para mim é totalmente inaceitável é dizerem que é um Electric Vehicle...

http://www.nissan.co.jp/EN/

 

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 25 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
050_C-HR_2016
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Pedro Tiago replied on 4 Nov 2016 15:02

Afonso Henriques:
A minha opinião não é magnanime...  é apenas a minha opinião...   e só tem o valor que lhe quiseres dar.

o valor da opinião em si sim, já a adjectivação...

Afonso Henriques:

Mas o que disseste não faz sentido.  Por acaso estamos a falar de um grupo de entusiastas que fizeram este carro numa garagem?

A Nissan é um dos maiores fabricantes mundiais. Será que de repente os seus engenheiros foram todos infectados com o vírus da burrice?

O que é que não faz sentido? Podes ser mais concreto? Queres quantos exemplos de "fails" monumentais de fabricantes gigantes da industria automóvel? O maior construtor mundial ainda agora não esteve (e está) envolvido num dos maiores escandalos da industria, isso é o quê? virus da burrice, virus da trafulhice, virus do chico-espertismo?... escolhe tu!

E para ser mais concreto, a Honda tinha vários modelos hibridos até há pouco tempo, onde andam eles? não vingaram porquê? por burrice? Ou não serão também grandes fabricantes mundiais?

Afonso Henriques:
O MCI pode sempre alimentar o motor eléctrico directamente e apenas mandar para a bateria o excedente da energia.

Ainda que o MCI fosse suficiente para alimentar directamente o M.E. é isso que vês aqui???:

Mais, segundo o que li, o MCI é um "1.2-liter gasoline three-cylinder that's also used in the current Nissan March/Micra", ora actualmente, pelo que encontrei, existem 2 motores nestas condições:

 

  • HR12DDR (supercharged) produz 72 kW (97 hp) and 143 N·m
  • HR12DE produz 59 kW ( 79 hp) and 108 N·m

 

Mas a nissan não apresentou dados técnicos do conjunto,  como é dito aqui: "did not specify the battery capacity, engine output, or motor power." No entanto também se diz, que é possível a utilização de um M.E. semelhante ao do Leaf  - "would indicate an output of approximately 80 kilowatts (110horsepower)". 

Sou apenas um curioso em mecânica, física, etc. ...e prática não tenho nenhuma, mas quer-me parecer que este valor de potencia, com os MCI acima listados, e ainda por cima esperando-se do Note (como é dito), um comportamento em termos de binário semelhante a um EV puro, será bastante dificil de obter... mas posso estar errado!

Se a isto juntarmos a solução técnica que alegas de o MCI alimentar directamente o M.E., parece-me ainda mais complicado, mas aqui, e a acreditar no que diz o Telmo, também serão eliminadas algumas perdas, que não sei nem consigo avaliar...

Afonso Henriques:
É claro, a energia gerada é menor que a consumida

IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh? Não devo ter percebido...

Afonso Henriques:

Mas se é melhor, porque não foram lançados no mercado carros assim antes?

A resposta é simples: as mentalidades ainda não mudaram assim tanto.

Se isso fosse verdade havia tanta coisa que não tinha visto a luz do sol...

Ainda há pouco tempo alguém dizia neste forum que ninguém pediu telemoveis sem botões, mas que quando eles apareceram "toda" a gente os quis!

Quando apareceu o Prius 1G a "mentalidade" das pessoas estava preparada? hoje há quase 10M de unidades produzidas com esse conceito.

Afonso Henriques:
Uma coisa é certa, a massificação de carros mais ecológicos só será possível com carros que produzem energia a bordo. Seja através de geradores de gasolina ou gás, microturbinas ou fuel cells..

E tu consideras que isto é um carro que produz energia a bordo???IndifferentHuh? e o meu comentário é que é absurdo e sem sentido?!?!...

Afonso Henriques:
Eu estou muito curioso para ver os resultados deste carro...    mesmo muito.  Porque há muitos anos que é este é o meu conceito de híbrido a gasolina.

Deve ser a única coisa em que concordamos, na curiosidade dos resultados. Mas vê bem a solução, porque o que tu alegas ser o teu conceito de híbrido não me parece que seja bem aquilo que é exposto neste E-power.

Apesar de tudo, torço para que seja mais um veiculo que dê certo e que concorra para o objectivo de se baixarem emissões poluentes no planeta. Mas sou céptico relativamente a esta abordagem, demonstrem-me o contrário e cá estarei para dar a mão à palmatória... há 6 anos tb não queria outra coisa que não TDI's Ick!

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
banned

Telmo Salgado:
A eficiência é aquela, 96%, o normal de qualquer caixa de engrenagens. O mau rendimento dos automóveis fumarentos advém doutros fatores, como o MCI a trabalhar em condições de eficiência baixa ou muito baixa.

Pois...   exactamente....   é com isso que temos que comparar...   A caixa de velocidades é o menor dos problemas.

Telmo Salgado:
Ora bem, um Note a gasolina faz no ciclo JC08 25km/l (4l/100km)

Este e-Power diz fazer 37,2km/l (2,7litros/100km)

Então comprova-se que é mais eficiente que o Note normal.....     era isso que eu queria dizer...   a eficiência real é melhor que um carro normal.

Em relação ao 4G, ainda não o bate, mas bate o 3G e o 2G e ou outros hibridos...     Estarei certo?   tens dados sobre os outros?

Telmo Salgado:
O que para mim é totalmente inaceitável é dizerem que é um Electric Vehicle...

Pois....      isto é um híbrido e 100% energia fóssil. 

É provável que lancem outros modelos com versões plug-in... 

Seja como for é um bom sistema de híbrido...   melhor que outros não Toyota.

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
banned

Pedro Tiago:

Afonso Henriques:
A minha opinião não é magnanime...  é apenas a minha opinião...   e só tem o valor que lhe quiseres dar.

o valor da opinião em si sim, já a adjectivação...

Bolas!!!   eu pedi para não levares a mal.  Smile    Pronto, desculpa!   

Só quis dizer que não faz sentido na minha opinião. 

Pedro Tiago:
E para ser mais concreto, a Honda tinha vários modelos hibridos até há pouco tempo, onde andam eles? não vingaram porquê? por burrice? Ou não serão também grandes fabricantes mundiais?

Que eu saiba a Honda continua a produzir Hibridos, EVs e até Fuel Cells. Lá por não os vender em Portugal, não quer dizer que não existam.

Pedro Tiago:

Se a isto juntarmos a solução técnica que alegas de o MCI alimentar directamente o M.E., parece-me ainda mais complicado, mas aqui, e a acreditar no que diz o Telmo, também serão eliminadas algumas perdas, que não sei nem consigo avaliar...

Claro que alimenta directamente o ME...     o esquema é uma simplificação.

O MCI deverá ter mais potencia que o ME para que consiga alimentar o ME na potência máxima constante... digo eu...

Mas isso não é problema.

Pelo que percebi...  este Note tem um motor eléctrico inferior ao Leaf, mas também deverá ser mais leve.

Pedro Tiago:

Afonso Henriques:
É claro, a energia gerada é menor que a consumida

IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh?IndifferentHuh? Não devo ter percebido...

A energia eléctrica que sai do gerador é inferior a energia eletrica que seria consumida para accionar o gerador electricamente....   isso é óbvio. Não sei se me fiz entender....        se assim não fosso teríamos o milagre do "moto continuo". Wink

Pedro Tiago:
Se isso fosse verdade havia tanta coisa que não tinha visto a luz do sol...

Há mesmo muita coisa que está bem guardada a espera do momento certo.  Por caso pensas que o que temos no mercado é o expoente máximo da tecnologia actual? Big Smile    

Pedro Tiago:
E tu consideras que isto é um carro que produz energia a bordo???IndifferentHuh? e o meu comentário é que é absurdo e sem sentido?!?!...

Então a energia eléctrica que o motor do carro consome não é toda produzida a bordo através do grupo gerador a gasolina????   Hmm

Levaste mesmo a mal essa coisa do "absurdo"....     foi só uma expressão...  tem lá calma   Wink

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support

Afonso Henriques:

(...).

Telmo Salgado:
Ora bem, um Note a gasolina faz no ciclo JC08 25km/l (4l/100km)

Este e-Power diz fazer 37,2km/l (2,7litros/100km)

Então comprova-se que é mais eficiente que o Note normal.....     era isso que eu queria dizer...   a eficiência real é melhor que um carro normal.

Em relação ao 4G, ainda não o bate, mas bate o 3G e o 2G e ou outros hibridos...     Estarei certo?   tens dados sobre os outros?

(...)

2G (2004-2009) - 29,6km/l

3G (2009-2015) - 32,6km/l

[ambos JC08]

Atenção que o Note não é um segmento C, sequer.

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 25 Contributor
Plug-In
012_Prius_2G
banned

Mas é uma primeira versão do sistema.  Smile

E olha que o carro, para pequeno até é espaçoso...   até melhor que os ditos segmento C.

Mas Telmo...   qual é o teu problema com o carro?

Mais um híbrido não é uma boa noticia? Smile

Toyota Prius 2G   Spritmonitor.de

Page 2 of 6 (60 items) < Previous 1 2 3 4 5 Next > ... Last » | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems