Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Diário de bordo do António Eléctrico, Ioniq (Miguel Ramos)

rated by 0 users
This post has 196 Replies | 11 Followers

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

ECO nunca usei. Mas parte do problema foi que ele foi à revisão e puseram-me os pneus em baixo. 2.4, o gajo da oficina devia estar em piloto automático. Agora está de volta aos 2.8 (que são os 2.5 indicados no manual, mais 0.2 por ter três filhos e andar depressa e mais 0.1 para o gato).

Agora está a andar bem!

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 16 Nov 2017 12:05

Manuel Jasmim:

Este foi importado de França e portanto tem bomba de calor.

É verdade! Vou ficar com esta resistência a escaldar-me as orelhas. Terei de me consolar com o ventinho dos bancos ventilados e eléctricos que são mesmo altamente.

Por outro lado, o consumo não é assim tanto. As queixas dos canadianos, etc, são mais que o carro não aquece suficientemente depressa, etc. Há vídeos na Internet onde se ouvem essas queixas, são as queixas mais frequentes: o carro aquece pouco e que os pneus Michelin têm pouca aderência. Para os canadianos a bomba de calor é opcional nos mais recentes. Ora, essa questão, cá, não se põe. 

O carro aquece mais rápido do que um carro que use o MCI como única fonte de calor (carros sem um aquecedor de reforço, por exemplo, o meu velho C1). Muito mais rápido!

Quanto ao consumo, ainda não se nota no meu consumo diário, que continua nos 13.5 para ir e 11.5 para voltar. Só o regresso é feito com aquecimento (11.5). A influência de ir contra o vento na Vasco da Gama é muitíssimo maior do que a do aquecimento.

A verdade é que agora, com um EV, comecei a dar uso ao aquecimento do banco (que me parecia uma chinesice inútil no Prius+) e ao aquecimento do volante. Realmente é bom, o aquecimento do volante desentorpece rapidamente os dedos. Da experiência que tenho de me queimar em resistências, eu diria que a resistência no volante deve debitar uns 2-3W em calor, não mais. Deve ser excelente para, no Inverno, chegar onde for e tocar guitarra ou violino.

Compensa muito. Se os pedais fossem aquecidos, ou, como sugeriram no ioniqforum.com, o tapete fosse aquecido, eu não chegava a precisar de aquecer o ar.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 75 Contributor
Full Hybrid
016_Prius_4G
031_Yaris_HSD
Clube 1000 km

... ainda ontem voltava para casa, com os bancos aquecidos e pensava - a idade é tramada, as coisa a que agora dou importância ... Os bancos serem aquecidos, para mim é uma mais valia, até ajuda a relaxar as costas depois de um dia de trabalho.

Das coisas que mais gostei no Ioniq, foi do banco motorizado e ventilado (fiz o teste no verão) não me lembro se eram também aquecidos, mas penso que sim.

Toyota Prius 4G

 

 

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support

... e com memória para dois condutores, o que também tem sido excelente. Acho que em Portugal, a parte de serem ventilados é mais importante. Mesmo no Inverno, durante o dia.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 24 Nov 2017 18:15

Nova viagem para o Algarve em 3h01'

Passou muito tempo, mas não deixa de ser mais um data-point. Nova viagem para o Algarve no dia de São Martinho. Tempo total de viagem 3h01' incluindo uma paragem de 28 minutos — tempo a conduzir 2h33' contado pelo carro, inclui estacionamento.

A única limitação continua a ser o pouco que há para comer na Área de Serviço de Aljustrel.

Desta vez, a viagem foi feita com ~18 graus, sem AC. Não tem grande influência em viagens a 120km/h. Mas fui mais calmo, com poucas ultrapassagens acima dos 120km/h de velocímetro. O resultado seria que não precisava de parar tanto tempo no PCR, mas nunca consigo voltar ao carro a tempo dos 80% de SoC, ultrapassa sempre.

A viagem foi calma, tive ocasião de filmar o truque da garrafa.

Regresso pela nacional

O regresso foi uma desilusão. Queria pela primeira vez esticar o carro na nacional. Ver que média era possível fazer numa viagem a 90-100km/h. Também queria passar no PCR de Loulé para o voltar a pôr verde no electromaps. Pensei que talvez pudesse fazer do PCR de Loulé ao de Alcácer sem carregar.

Seriam uns 200 e poucos km que tentaria fazer por estrada a 90km/h sem carregar, saindo do PCR de Loulé no máximo possível de SoC, 94%. A informação meteorológica no carro indicava-me um vento de sul de 18km/h, extremamente favorável e pude constatar que com poucas rajadas.

Pús o carro em ECO e mantive-me inicialmente entre os 90 e os 100km/h. Mas foi uma desilusão. Eu precisaria de uma média de 11,8kWh/100km e não conseguia baixar dos 14! Reduzi a velocidade para os 80-90 e nada.

Fui obrigado a fazer uma grande volta para apanhar o PCR de Aljustrel. Tudo igual. Este foi o resultado das duas viagens.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 24 Nov 2017 18:16

Durante muito tempo fiquei muito apreensivo com as médias do Ioniq em estrada. Não percebia como tinha médias tão boas em AE, tão boas a baixa velocidade, e tão más a 90-100, a velocidade que mais me interessa.

Pús a hipótese do carro me ter dado a informação do vento ao contrário. O carro indica a direcção do vento com uma seta. Quando dizemos vento de sul, significa soprar de sul para norte. É difícil lembrar. A minha mnemónica é que a nortada é vento de norte e sopra para sul.

No Prius+, a direcção do vento é indicada por uma letra e por uma seta. A seta aponta na direcção para onde sopra o vento. O vento segue a seta.

E a verdade é que passadas várias situações em que tenho a informação do Ioniq ao contrário do que vejo no site do IPMA tenho agora a certeza de que ele faz o contrário. Ele põe uma seta a apontar na direcção de onde sopra o vento. Ou é intencional, ou é bug. Ou seja, uma seta de baixo para cima, como tive naquele dia, estava-me a indicar uma nortada de 18km/h constantes.

Isso explica a média.

Agora penso que é como a corrente eléctrica... A seta aponta do positivo para o negativo, embora os electrões, sendo cargas negativas, sigam o sentido oposto.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 24 Nov 2017 18:24

No dia em que voltei do Algarve, pela primeira vez fui limitado pela autonomia do carro. Uma situação com a minha irmã, que mora no Alentejo, obrigou-me a ir e voltar a Évora no mesmo dia que voltei do Algarve.

Estava com 15% de SoC e o principal problema foi que o PCL de 7,4kW aqui perto não estava funcional por falha nas telecomunicações. Era perfeitamente possível eu carregar meia-hora, uma hora, para chegar até um PCR (Palmela?) e depois ir para Évora, onde tinha um PCR para voltar.

Como não tenho em casa como carregar a 7,4kW isto não foi possível.

Lá fui emitir CO2. Ao menos pude gozar dos belos máximos LED do Prius+ e do aquecimento. Pela primeira vez usei o aquecimento do banco do Prius+.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 24 Nov 2017 18:31

E eis uma média mais encorajadora em estrada. Desta vez, N4 para o Alentejo. Velocidade moderada, com vários semáforos. Média 65km/h incluindo o estacionamento na garagem. Consumo 10,9kWh/100km. O regresso foi com temperaturas na casa dos 14 graus.

O SoC no final da viagem (pela foto, seria próximo dos 50%) confirma a média.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
012_Prius_2G
310_Nissan_Leaf
Clube 1300 km
tcap-support
José Rosado replied on 24 Nov 2017 18:57

A ideia que fico é que o Ionic é muito eficiente em auto-estrada, onde o Leaf é muito prejudicado pelo elevado Cd, mas depois em nacionais e velocidades médias e constantes o Cd tem pouca influência, sendo que nesses casos a média será parecida, tendo talvez mais influência o peso e a eficiência da electrónica.

Top 25 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Miguel Ramos replied on 24 Nov 2017 19:05

Sim. A influência reduz-se com a velocidade. Porém, a 90km/h, quase toda a energia gasta é gasta com a resistência do ar. Já fiz estimativas desse tipo para o Prius+, estão no início do meu DB.

Basta ver que se fores ao fórum do ecomodder, onde recomendam aquele método de deixar o carro rolar em Neutro para separar a resistência do ar e a resistência ao rolamento, eles recomendam como velocidade inicial 70km/h!

70km/h apenas! Essa é a parte em que a desaceleração ainda é bastante curva, indicando o peso da aerodinâmica. O peso só se torna baixo na parte em que a velocidade é quase recta, isso só acontece a uma velocidade muito baixa, lá para os 30km/h.

Qualquer dia tenho de fazer essa experiência.

Depois... Vê o post seguinte em relação à indicação da velocidade do vento.

Mas genericamente, é verdade, quanto mais baixa for a velocidade, mais o alcance do novo Leaf será maior do que o do Ioniq. Eu continuo a achar que a capacidade da bateria é uma limitação principalmente a velocidades altas. Não incomodo os meus passageiros ao ponto de fazer centenas de kms a baixa velocidade.

Ioniq EV Spritmonitor.de — Prius+ Spritmonitor.de

Page 13 of 20 (197 items) « First ... < Previous 11 12 13 14 15 Next > ... Last » | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems