Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

DB - Prius 3g - JMMarques

rated by 0 users
This post has 34 Replies | 3 Followers

Top 75 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
012_Prius_2G
Clube 1000 km
tcap-support
João Crisóstomo replied on 28 Feb 2018 23:44

Boa noite,

Belo modo de descrever impressões profundas.

Lendo o que escreves quase me sinto tentado a trocar o Insight.

Sim, tive a possibilidade de comprar um 3G mas o preço era excessivo. Agora, lendo no fórum coisas maravilhosas sobre este modelo, já não sei se fiz a melhor escolha. E há uma espécie de saudade.

Abraço 

Crisóstomo 

Top 75 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
012_Prius_2G
Clube 1000 km
tcap-support

José M Marques:

Ao travar amizade com o meu novo amigo de 4 rodas na segunda feira, e depois de um longo tempo (quase 2 horas) em simulações de seguros, lá começou um novo capitulo na vida do prius.

O anterior dono era um pai de 2 crianças, pelo que é não com tristeza mas sim com uma alegria genuína que vejo que o carro, apesar de muito bom estado de conservação (não excelente, apenas muito bom) tem um boneco desenhado com pequenos dedos gordurosos no vidro esq atrás, pelo que até limpar o vidro [brevemente] irei ter essa pequena lembrança 

Boa tarde, 

Reparar no pormenor da criança,  eis o que me sensibizou . Também a forma como fala no assunto, o cuidado posto nas palavras. 

Falou em dar nome ao carro? Acredito que cada carro nos diz subtilmente que nome lhe havemos de dar.

Aconteceu - me com o primeiro. Olhei-o e pareceu - me ser Joaquim. Na mesma noite sonhei com o 190 e ele diz-me: não sou Joaquim, sou Jerónimo. 

Quando o vendi hesitei em partilhar o segredo. Aquela gente parecia tão insensível. Não lhes contei o sonho nem lhes falei do nome. Não me pareceu que entendessem, e fiquei ainda mais triste pelo meu amigo de 4 rodas. 

Abraço amigo, 

Crisóstomo 

 

 

 

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
021_Auris_HSD_1G
050_C-HR_2016
Clube 1000 km
tcap-support
Pedro Tiago replied on 1 Mar 2018 14:52

João Crisóstomo:
Na mesma noite sonhei com o 190 e ele diz-me: não sou Joaquim, sou Jerónimo. 

hahahahah

Neste forum cheio de factos e objectividades (que eu adoro exactamente por ser assim) às vezes um post destes é uma lufada de ar fresco e fez-me largar uma gargalhada Big Smile

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
013_Prius_3G

Carlos Costa:

José M Marques:
inda não sei desligar o rádio

Pressiona o botão do volume uns segundos e voilá!

Isto é desligar o rádio, ou faz mute?

 

Luis Almeida:

Parabéns pela excelente aquisição.

Agora é fazer quilómetros, que é disso que eles gostam.
Nós ao volante nem os sentimos passar Wink

Obrigado Luís. Espero que seja para fazer muitos kms ao longo de muitos anos Big Smile

João Crisóstomo:

Boa noite,

Belo modo de descrever impressões profundas.

Lendo o que escreves quase me sinto tentado a trocar o Insight.

Sim, tive a possibilidade de comprar um 3G mas o preço era excessivo. Agora, lendo no fórum coisas maravilhosas sobre este modelo, já não sei se fiz a melhor escolha. E há uma espécie de saudade.

Abraço 

Crisóstomo 

Obrigado pelas palavras simpáticas Smile Sim, o preço dos carros novos em geral é excessivo, e devido à grande desvalorização nos anos iniciais do carro, torna bastante apetecível o mercado dos semi-novos e usados. Daí eu não comprar um Tesla 3! E compreendo-o no sentido em que criamos ligações com as coisas, com as memórias de uma casa de infância, com as aventuras de umas peças de roupa, com as experiências de um carro...

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
013_Prius_3G

Viva a todos!

Como o prometido é devido, envio fotografias do prius, não sendo todavia fotos da minha autoria.

Nos últimos dias tenho a pouco e pouco percebendo o funcionamento e as condições mais adequadas a uma condução económica. Eu era já um condutor comedido, pelo que achei que não tivesse muito a aprender com o prius... não sabia eu quão enganado estava! Nestes primeiros dias a média anda pelos 4,0 a 4,2 L/100km, mas já deu para perceber que pés pesados notam-se bem nos consumos. Uma parte bastante útil da interface consiste no feedback em tempo real da economia ou não do estilo de condução.

O aquecimento pela saofagem (que palavra estranha) e pelo ar condicionado parece exigir, como parece natural, que o motor a combustão esteja ligado ou pelo menos quente. 

O pára arranca é um dos muitos palcos onde os full hybrid brilham perante os aqui batizados fumarentos, nem há discussão.

Se o escurinho tem cicatrizes de [mau] uso, é sem dúvida no volante. Independentemente de anéis, suores ou cremes, certo é que este volante merece um mimos. Neste sentido, fui à oficina da minha zona sondar orçamentos e possibilidades sobre peças e etc, para avaliar quais os "remendos" e transplantes a realizar. Tenho a dizer que não pude evitar ficar surpreendido pelo valor avultado de um volante novo na marca, que inclui 671€ pelos botões e cromados bilateralmente, cerca de 420€ pela estrutura + o forro, assim como uns 700€ pela parte central que inclui o airbag... Sem calcular a módica quantia total, que não inclui mão de obra nem contribuições fiscais, decidi pôr na lista de tarefas procurar um local de peças usadas... a ver vamos.

Ainda na marca, quis perceber se há algum sistema de localização (GPS ou outro) que seja possível ativar em caso de furto da viatura, mas não me souberam informar. Ouvi dizer que alguns modelos recentes podem ou têm incorporado um sistema assim. Isto poderia ser uma importante ferramenta não só de defesa da propriedade mas talvez uma forma de lutar contra um crime organizado que na zona norte, nomeadamente Barcelos e Póvoa de Varzim, anda em voga, sendo que o desmantelamento desta teia organizada não cortou ainda o mal pela raiz.

Para amanhã está programada mais uma prova teste do "rally" desta minha impressão diagnóstica global. Se a primeira etapa foi um percurso citadino sob a torrente de chuva de terça feira na cidade gverreira, amanhã antecipa-se uma etapa longa de ida e volta à invicta, com ventanias na ordem dos 68km/h, sem deixar de lado muita precipitação, aguaceiros por vezes fortes e com direita a uns flashs de trovoada. 

Portanto, em jeito de preparação, amanhã atesta-se depósito com registo no Spritmonitor site ou app (apesar de talvez continuar a usar o drivvo por me parecer mais intuitivo para já); assim como verificar a pressão dos pneus e óleo.

Uma última nota para algo que já se discutiu noutros locais, que se prende com a ausência de ruído para peões de carros em mobilidade elétrica. Hoje ia a passar por um senhor que ia na berma da estrada empunhando um guardachuva sob o burburinho de uma chuva miúda... sendo que a determinado momento faz uma mudança de direção algo brusca no sentido de atravessar a estrada quando dá por si a escassos metros de um prius silencioso. Felizmente, eu já havia antecipado tal possibilidade e tomei o cuidado de ir devagar e afastado do senhor. Todavia fica a dica mais que óbvia que quer enquanto peão quer enquanto condutor, é preciso uma prudência reforçada na interação carro-peão, pois erradamente há bastante gente a fiar-se no ruído emitido pelos motores tradicionais.

Até já!

Top 25 Contributor
Plug-In
0000_PREMIUM_Access
021_Auris_HSD_1G
050_C-HR_2016
Clube 1000 km
tcap-support

José M Marques:
sendo que a determinado momento faz uma mudança de direção algo brusca no sentido de atravessar a estrada
...quem nunca ? Big Smile

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
013_Prius_3G

Cá estamos mais uma vez.

Viagem casa->trabalho: 12.2 km, 3.6 L/100km, média de 46km/h.

Finda a primeira experiência desde 2ª feira até hoje antes de ir ao Porto: 173km, 4,5 L/100 km (75% em minhas mãos). Ainda com 2 linhas de combustível (?), chega a hora de atestar o depósito.

  • Litros: 34.7 (com um reservatório de 45 L, significa isto que 2 linhas são 10 litros? eu procurei encher até ao máximo, mas talvez não tenha enchido as medidas do depósito apesar dos 3 "cliques");
  • Odometro: 136675 km

 

Viagens e subviagens de hoje:

  • Percurso Braga-Porto (misto de autoestrada (AE), nacional N14 e AE): 64km, 4,1 L/100km, média 53km/h.
  • Percurso Porto-Braga: 59.7km, 3.4 L/100km, média 45km/h.
  • Percurso Braga-Porto-Braga: 124.5km, 3.8L/100km, média 48km/h.
  • Odometro antes/depois: 136675 km / 136800km

Portanto (agora em prosa), devo dizer que foi uma experiência formidável, que acrescentou mais um ponto no sentido de sentir que fiz uma boa escolha na aquisição deste veículo. Já se falou aqui no site o quão crítica é a imprensa sobre o prius e a mobilidade sustentável em geral. Não há nada como a experiência em primeira mão para desmistificar muitos dos receios e pseudo-críticas que circulam tanto nos jornais como nas bocas de amigos e conhecidos...

Neste sentido, torna-se evidente que a ideia restritiva do "é eletrico até aos 40km/h" é uma simples indicação que ignora a miríade de fatores que compõem a condução híbrida/EV. Isto é, fatores como o "peso do pé", a temperatura exterior, a necessidade ou não de aquecimento interior, o grau de carga da bateria... tudo condiciona o comportamento de todo o sistema. Com baterias acima dos 50% o arranque em EV é mais potente e corajoso até aos 50km/h por si só! Outras vezes chegamos aos 20-30 km/h, ou até ao ligar, e o motor a combustão dá a sua vibrante saudação para surpresa de quem estaria à espera de iniciar e andar em EV após ligar e arrancar com o carro. Por outro lado, há circunstâncias em que o momentum newtoniano que o carro adquire em movimento permite que apenas com "um cheirinho" de impulso elétrico consigamos manter a velocidade seja a 40, 50.. 90 ou 100 km/h! (penso que é a isto o que alguns chamam de gliding ou coasting, diferença essa que ainda vou esclarecer). A esta manutenção da velocidade eu chamo "planar" Cool

Posto isto, devo esclarecer que o percurso teórico seriam 53.4 km, mas que as condições reais, que incluem viajar pela N14 por não ter reparado que o GPS estaria definido para evitar portagens, o percurso em AE bofeteado por ventos fortes laterais (que até a flashes de trovoada teve direito), a procura de estacionamento em pleno Porto sob chuva forte, acabariam por ditar um percurso e consumos superiores.

NB: *Antes que me esqueça: sobre os ventos laterais, não sei se foi aqui que li que o prius 3g é um bocado vulnerável aos ventos laterais. É verdade que os pneus estão em razoáveis condições, mas ainda assim fiquei um pouco surpreendido porque nunca tinha sentido um desvio tão grande (talvez 20cm ?) da trajetória em plena AE noutros carros... Já alguém teve esta situação? 

A viajem Braga-Porto, entre trânsito e acelerações para evitar chegar atrasado, pontuou um consumo superior à viagem de volta (leia-se, um pior consumo)(. No percurso Porto-Braga, ao som ora dos uivos do Pedro Pais na M80 (rádio irónica para um carro tão inovador) ora ao som dos rugidos dos leões e dragões pelas palavras frenéticas de um comentador entusiasmado, vim mais calmo, a gozar ao máximo a condução... estava de tal forma relaxado que demorei 20 minutos a perceber que os limpa pára brisas vinham ligados intermitentemente sem necessidade, pois no Porto chovia mas no percurso para Braga não.

Se há coisa que me dá prazer ecológico é rentabilizar o declive a favor e os pára-arrancas do trânsito citadino, assim como as travagens devidamente atempadas para converter [pelo menos em parte] a energia cinética de volta à base. Por acaso gostaria de saber qual a estimativa energética dissipada a desgastar pastilhas de travões por esse Portugal fora... 

Como prémio extra e secundário aos meus objetivos de atingir uma marca pessoal de consumos, fiquei surpreendido em notar que já em casa as barras que indicam o nível de combustível não se alteraram, dando a [falsa] impressão que o depósito continua tão cheio como quando saiu da gasolineira.

Ainda não tive tempo de tirar fotografias ao exterior nem ao exterior. Além disso, parece que o carro me foi sussurando o nome EVA Wink Não só pelo facto de Joaquim ser um nome desajustado a uma voz tão feminina como o GPS apresenta (já agora, dá para mudar?), mas porque EVA poderá ser um trocadilho para "eletric vehicle... almost" Cool hehe

Top 150 Contributor
Pequeno citadino
013_Prius_3G

Pedro Tiago:

José M Marques:
sendo que a determinado momento faz uma mudança de direção algo brusca no sentido de atravessar a estrada
...quem nunca ? Big Smile

Sim, concordo sem dúvida! Aliás, desde que comecei a conduzir que me tornei um melhor e mais cívico peão Big Smile

Top 75 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
012_Prius_2G
Clube 1000 km
tcap-support

José M Marques:

O aquecimento pela saofagem (que palavra estranha) 

 

Boa tarde, 

Efectivamente é uma palavra estranha, até não soa a coisa que faça sentido. 

Na origem trata - se de uma apropriação do francês chauffage,   não havendo certezas sobre a forma como se deve escrever: será chofagem ou sofagem?

Por outro lado o aportuguesamento desta palavra não aparece em nenhum dicionário de língua portuguesa, que me tenha sido dado conta. 

Ora as línguas nascem da alma de cada povo, sendo uma expressão profunda do seu modo de ver o mundo, de interagir com a realidade. 

Abraço 

Crisóstomo 

 

Top 75 Contributor
Full Hybrid
0000_PREMIUM_Access
012_Prius_2G
Clube 1000 km
tcap-support

Pedro Tiago:

Neste forum cheio de factos e objectividades (que eu adoro exactamente por ser assim) às vezes um post destes é uma lufada de ar fresco e fez-me largar uma gargalhada Big Smile

Agrada - me a liberdade de cada um poder aqui colocar as suas impressões, sejam objectivas ou subjectivas. Com as objectivas tenho aprendido sobre mecânica e consumos. Com as subjectivas tenho podido reflectir dentro de mim outras realidades. É pois com enorme alegria que apreciei o que diz.

Abraço 

Crisóstomo 

Page 2 of 4 (35 items) < Previous 1 2 3 4 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems