Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

Smart eletrico

rated by 0 users
This post has 26 Replies | 3 Followers

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
013_Prius_3G
Clube 1000 km
SystemAdministrator
tcap-support
Telmo Salgado replied on 14 Jun 2018 11:05

Há sempre um perfil em que as limitações deste ou daquele modelo não são relevantes.

Apesar de não ter nenhum EV ainda, posso adiantar que o meu perfil dava para esta viatura, (seria a 2ªviatura de casa) porque faço uso quase exclusivo na cidade, carregando somente em casa ao ritmo que a potência da Daimler permite.

Branca de Neve 30% são minha autoria...

Planeta: CO2

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

António Silva:
Foges ao  tema central: com um EV tens de ter uma margem de 50km de autonomia. Assim,  com uma bateria de 17,6kWh e uma média NEDC (ainda???) de 13kWh (que passa logo a 16kWh e não é por andar depressa) vais ter uns 100km de autonomia (liga o aquecimento e AC e vais ver). Ficas assim com 50km. Onde vais com 50km? A lado nenhum. 

Faço o "meu" percurso casa-trabalho-casa na boa.

Já perguntaste ao Jorge Sousa para que quer ele o carro? Eu já, tu ainda não, que eu visse.

Por exemplo cá em casa para a minha mulher o Smart ForFour dava e sobrava, fazia sentido, não vejo onde está a admiração.

António Silva:
1 - A rede Mobi-e está muito mal e não está disponível como deveria. Basta acompanhares as notícias, livro de reclamações e andares por Lisboa e Porto.

Eu sei, por isso é que toda a gente sabe que só pode ter EV se puder carregar ou em casa, ou no trabalho, ou em ambos.

Comprar um EV sem cumprir este requisito é no mínimo irresponsável, para não dizer idiota, nos dias que correm.

António Silva:
2 - Instalar carregadores - como bem sabes  - não é fácil para uma parte considerável das pessoas: não têm moradia, nem garagem ou o condomínio não tem condições. Isto é um problema principal de Portugal à Noruega: tens de ter mais pontos de carregamento. Em todo o lado: nas Ruas, nos Parques, nos Hipers, nos Supers, nos Hospitais, nas Empresas, etc.

Já respondi acima. Só um idiota compra um EV sem ter onde o carregar.

Este teu argumento é de uma falta de honestidade intelectual gritante, desculpa lá.

António Silva:
3 - Tu carregas a 22W? Nunca falaste com proprietários de Zoe? Um tema interessante de discutir é se queres um EV com carregamento rápido (acima de 50kW) + conversor de 7kWh ou um EV apenas de 22kW. Os Srs da Daimler colocaram a versão base com conversor de 4,6 kW por alguma razão. 

Tenho clientes que carregam, sim, e qual é o problema?

Eu não carrego porque o PHV não suporta essa potência, seria uma corrente brutalíssima para o tamanho da bateria, muitos Cs.

E só porque eu não carrego vou dizer que os outros não podem?

Tenho imensos clientes que não podem sequer carregar a 32A em casa porque têm 20A ou pouco mais contratados em trifásico.

Os mesmos clientes se tivessem um carro com onboard charger trifásico carregavam a 11 kW na boa.

Nas empresas e condomínios instalamos sempre postos de 22 kW por default, é o normal. Mais uma vez não percebo a admiração.

António Silva:
Mais. É muito bom o de 22kW? Num PCR de 50kW carregas em 28 minutos para 120 Km (+- 18kW). Se fosse 22kW demoravas 56 minutos. Muito diferente não?

Mas o que raio vai um carro citadino fazer a um PCR???? Não é carro para estrada, é assim tão difícil perceber isto?

António Silva:

Não sei onde leste na frase que era a 22kW:

“vais estar com pressa e não podes esperar 2 h para carregar os 50km”

Exacto, o teu problema foi exactamente esse, esqueceste-te de fazer as contas à velocidade de carregamento a 22 kW!

Alegar que o carro leva 2 horas para carregar 50 km quando ele pode levar só 20 minutos é enganar as pessoas.

Já agora faz as contas a carregar a 6A, que é o mínimo que qualquer carro aceita, já que queres fazer o carro passar figura.

Isto é sério António? O que te deu?

António Silva:
4 - Não há carros SÓ para a cidade. Há carros pequenos pois são mais baratos mas depois queres fazer também viagens maiores com eles. Quantos no prius.pt têm carros pequenos/ Citadinos? É bom ter opinião sobre a vida dos outros mas não aplicamos os mesmos critérios a nós. 

Discordo.

Há carradas de gente com 2 carros onde o segundo carro (ou 1º, depende do ponto de vista) é usado exclusivamente na cidade.

Eu já tive 2 motas que usava EXACTAMENTE da mesma forma, e se me aparecer comprador para o Baby Blue é exactamente esse tipo de carro, ou eventualmente outra mota, que o vai substiuir.

É preciso não me conhecer mesmo nada para me acusar de só ter garganta, e de recomendar aos outros o que não faria eu mesmo.

António Silva:
5 - 130km/h? O teu argumento é estranho para alguém que faz muitos km. Sim, há carros que andam acima de 120km/h e passam muitos por ti suponho. Além disso era importante a discussão do limite em AE pois há 40 anos que é  de 120km/h. Já te imaginaste num Fiat 127 de 1980 a 120kmh? É possível mas muito perigoso. Num carro actual 120 km/h em AE é muito seguro.

Argumento estranho porquê?

Desde quando é que pertence a qualquer um de nós a decisão de cumprir ou não com a lei baseado no que achamos dela? Essa agora!

Sim, ando normalmente sempre a 125 km/h de velocímetro ou 120 km/h reais, em AE.

E pasma-te, em nacional respeito os 90 km/h e ando a 95 km/h de velocímetro.

Sou um animal certamente, um estúpido, porque o chico esperto que anda a 140 na AE e 120 na nacional é que faz bem... é seguro...

António Silva:
6 - Carregas várias vezes por dia? Explana o teu argumento pois outra das maiores interrogações sobre os EV é mesmo a autonomia: as pessoas “normais” não querem estar sempre a “carregar várias vezes ao dia” nem têm paciência e tempo para isso. As pessoas "normais" querem baterias maiores - leia-se acima de 40kW (como se vê claramente no sucesso do Leaf 2 ou do esperado TM3)  - para não estarem preocupados com carregamentos "várias vezes por dia".

É simples. Eu faço muitas viagens curtas, algumas delas esgotam a autonomia, outras não, mas no final de cada viagem carrego sempre, excepto se souber que nesse dia já não vou sair mais.

Não me incomoda rigorosamente nada, parar o carro e ligar o cabo. Devo ser especial de corridas...

Agora o argumento de que a maioria "normal" faz isto ou acha aquilo é para aqui chamado?

A maioria dos portugueses compra Renault Clio, eu não.

A maioria dos portugueses (homens) vibra com o futebol, eu não.

Quero lá eu saber do que a maioria pensa ou diz, o que é que isso é para aqui chamado?

Tanto eu como tu estamos a dar as NOSSAS opiniões pessoais, não temos de alinhar pelo que os outros pensam, não sou cordeiro!

António Silva:
7 -  Levo os comentários no fórum com seriedade. A tua suposição diminui a tua seriedade. Peço que não o faças. Quem tem um EV tem de se preocupar em “pôr à carga” e isso requer atenção e pode um dia fazer-te perder o sono ou “fazer-te levantar da cama”. Como pode acontecer num MCI ficares na reserva e não teres gasolineira.

Exacto, portanto não recomendes a ninguém que compre um carro com MCI porque pode ir para a cama na reserva...

Que raio de argumento é este?

O que raio tem isto a ver com o Smart?

E dizes que é séria esta argumentação?

Tu com o Ioniq também podes te esquecer de ligar o carro ao posto, ter o carro com pouca autonomia, e sucede a mesma ansiedade.

Qual é a diferença?

António Silva:
8 - Equipamento: O Equipamento Prime do Smart comparado com o Leaf 2 fica a “milhas”: E-Pedal; Pro-Pilot e sistemas de segurança só para começar. Quando chegarem os TM3 a diferença será ainda maior. 

Ora isto já são argumentos.

Eu não tenho nada nem a favor do Smart nem contra, note-se bem!

O que eu chamei à atenção foi os teus argumentos serem, na minha opinião, completamente fúteis e sem contacto com a realidade, e muito menos focados no carro em si. Eram generalidades na maior parte dos casos sem sequer lógica nenhuma.

Mas isto é a minha opinião, a que tenho direito, como tu tens à tua, e a discordar frontalmente da minha!

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Telmo Salgado:
Apesar de não ter nenhum EV ainda, posso adiantar que o meu perfil dava para esta viatura

E muito mais gente, não duvides.

O que a mim me preocupava seriam outras questões mais importantes do meu ponto de vista:

  • Que garantia tem o carro, especificamente na bateria e inversor?
  • Que tipo de refrigeração tem a bateria?
  • Qual a janela de operação de SoC, i.e. % mínimo e % máximo real?
  • Qual a autonomia real em AE a 110 km/h com o A/C a bombar no máximo de calor? (worst case scenario)

Antes que perguntem porque raio eu digo que o Smart não é para fazer AE e agora pergunto autonomia em AE:

Para o cenário de utilização que compraria o Smart ele teria de fazer a viagem pendular da margem sul do tejo para lisboa todos os dias.

A Ponte Vasco da Gama é AE, e não é confortável nem seguro fazer a menos de 100 ou 110 km/h, daí a questão.

Mas fazer a Vasco da Gama para mim não é utilização normal de AE, são só 17 km de travessia, e para isso o Smart dá e sobra.

E é isto que defendo, sempre defendi, e sempre defenderei:

Procurar saber se a viatura se adequa ao cenário de utilização pretendido.

Quando só se tem 1 carro a história é outra, e claro que nunca compraria o Smart EV.

Para 2º carro e utilização citadina não tenho nada contra, pelo contrário.

Falta ver preços e equipamentos, mas isso deixo para os possíveis interessados.

Acredito que como o Rosado diz o carro fique caro demais para o que tem.

Comparar com o Leaf é um abuso penso eu, porque o preço não tem nada a ver.

Top 75 Contributor
Full Hybrid
021_Auris_HSD_1G
A01_Ioniq_BEV
tcap-support
António Silva replied on 15 Jun 2018 1:00

João Prates,

Peço que sejas objectivo, intelectualmente honesto e responsável e isso reflete-se na capacidade de síntese. Como já noutras ocasiões, vergas a realidade para justificares as tuas certezas individualistas.

Se não fizermos um esforço para o debate sério e honesto, estabelecendo assim uma base saudável para a discussão, não chegamos a “bom porto”.

1 - 

Faço o "meu" percurso casa-trabalho-casa na boa.

Já perguntaste ao Jorge Sousa para que quer ele o carro? Eu já, tu ainda não, que eu visse.

Por exemplo cá em casa para a minha mulher o Smart ForFour dava e sobrava, fazia sentido, não vejo onde está a admiração.

Continuas a fugir à questão fundamental pois não tens um EV. Tens um PHV e andas com ele como se fosse um EV porque tens sempre a segurança de um MCI. Parece bem, porque todos concordamos que cada um escolhe acha adequado para as suas necessidades. 

Não. Não darias a uma pessoa que estimas um carro com uma autonomia abaixo de 150 km. Não dá nem sobra. E tu és a prova.

Citares o teu exemplo e não dares dados não é honesto, mas assim sendo: quantos km? Velocidade média? carregamento em casa e no trabalho? Se responderes a estas respostas podes justificar os 0,9l/100km e podemos perguntar porque não compras um EV de 150 km de autonomia se “dá se sobra”.

O Jorge Sousa chegará às suas conclusões. 

 

2 - Eu sei, por isso é que toda a gente sabe que só pode ter EV se puder carregar ou em casa, ou no trabalho, ou em ambos.

Comprar um EV sem cumprir este requisito é no mínimo irresponsável, para não dizer idiota, nos dias que correm.

Não comentas o importante: como ter mais carregadores em mais locais? Tu deverias ter uma opinião clara sobre isto já que é o teu trabalho. Ou não tens estratégia?

 

Mais: Este teu argumento é de uma falta de honestidade intelectual gritante, desculpa lá.

Clarifica pois não percebo qual o argumento que está em falta para com a honestidade:


3 - Tenho clientes que carregam, sim, e qual é o problema?

Eu não carrego porque o PHV não suporta essa potência, seria uma corrente brutalíssima para o tamanho da bateria, muitos Cs.

E só porque eu não carrego vou dizer que os outros não podem?

Tenho imensos clientes que não podem sequer carregar a 32A em casa porque têm 20A ou pouco mais contratados em trifásico.

Os mesmos clientes se tivessem um carro com onboard charger trifásico carregavam a 11 kW na boa.

Nas empresas e condomínios instalamos sempre postos de 22 kW por default, é o normal. Mais uma vez não percebo a admiração.

Estás sempre a falar de ti ou dos teus clientes. Mas acho esperava uma resposta mais robusta. Mas não me vou adiantar neste tema. Fica para outro post.

 

4 - Mas o que raio vai um carro citadino fazer a um PCR???? Não é carro para estrada, é assim tão difícil perceber isto?

Lê bem que escreves-te: Não é um carro para a estrada? Então é para quê? Não percebo. 


5 - Exacto, o teu problema foi exactamente esse, esqueceste-te de fazer as contas à velocidade de carregamento a 22 kW!

Alegar que o carro leva 2 horas para carregar 50 km quando ele pode levar só 20 minutos é enganar as pessoas.

Já agora faz as contas a carregar a 6A, que é o mínimo que qualquer carro aceita, já que queres fazer o carro passar figura.

Isto é sério António? O que te deu?

Não. O João leu coisas que não estavam lá e agora tenta “virar o bico ao prego”. O Smart EQ até pode vir com o extra de 22kW (a versão base tem conversor de 4,6kW) mas se precisas de carregar e só encontras um de 3,6kW ou menos? Faz as contas ao tempo.

 

6 - Discordo.

Há carradas de gente com 2 carros onde o segundo carro (ou 1º, depende do ponto de vista) é usado exclusivamente na cidade.

Eu já tive 2 motas que usava EXACTAMENTE da mesma forma, e se me aparecer comprador para o Baby Blue é exactamente esse tipo de carro, ou eventualmente outra mota, que o vai substiuir.

É preciso não me conhecer mesmo nada para me acusar de só ter garganta, e de recomendar aos outros o que não faria eu mesmo.

 

Mais uma vez recorres ao teu exemplo universal e paradigmático ao mesmo tempo e espalhas-te ao comprido.

Analisa as vendas dos modelos mais vendidos em Portugal em 2017 e diz-me onde estão as carradas de ligeiros citadinos.

https://motor1.uol.com.br/news/231208/carros-mais-vendidos-portugal-2017/

 

Se analisares os dados sem os teus preconceitos é provável que concluas que a maioria dos portugueses opta fora do segmento A (citadino). Isto é: fora do Smart EQ.

Mas isso são carradas de gente.

https://kbb.sapo.pt/detalhes-noticia/carros-divididos-segmentos/?ID=726

 

8 - 

Argumento estranho porquê?

Desde quando é que pertence a qualquer um de nós a decisão de cumprir ou não com a lei baseado no que achamos dela? Essa agora!

Sim, ando normalmente sempre a 125 km/h de velocímetro ou 120 km/h reais, em AE.

E pasma-te, em nacional respeito os 90 km/h e ando a 95 km/h de velocímetro.

Sou um animal certamente, um estúpido, porque o chico esperto que anda a 140 na AE e 120 na nacional é que faz bem... é seguro…

João, sai do buraco intelectual que te colocas e pensa como gente do Sec. XXI. Não achas que deveria ser revista a velocidade limite em AE? Isto tem implicações na evolução dos EV e do futuro da condução autónoma. 

Outro assunto para confrontar com o Smart.

 

9 -

 É simples. Eu faço muitas viagens curtas, algumas delas esgotam a autonomia, outras não, mas no final de cada viagem carrego sempre, excepto se souber que nesse dia já não vou sair mais.

Não me incomoda rigorosamente nada, parar o carro e ligar o cabo. Devo ser especial de corridas...

Agora o argumento de que a maioria "normal" faz isto ou acha aquilo é para aqui chamado?

A maioria dos portugueses compra Renault Clio, eu não.

A maioria dos portugueses (homens) vibra com o futebol, eu não.

Quero lá eu saber do que a maioria pensa ou diz, o que é que isso é para aqui chamado?

Tanto eu como tu estamos a dar as NOSSAS opiniões pessoais, não temos de alinhar pelo que os outros pensam, não sou cordeiro!

João, como é que podes afirmar num fórum que “no final de cada viagem carrego sempre” e não perceberes que é muito incomodativo estar sempre a carregar? O êxito do Leaf 2 em Portugal está também relacionado com os 40kW da bateria que ultrapassam a “barreira” dos 200km e que dá muita segurança às pessoas “normais” - que também não gostam de futebol e não querem comprar o Clio - por sinal. Mas sobretudo dá-lhe a TRANQUILIDADE de não terem de se preocupar com recargas diárias.

Em relação às opiniões: elas mudam. Temos de estar abertos a dizer que estamos errados ou que nunca tínhamos pensado sobre o assunto. Quando tinha 11 anos pensava de uma maneira, hoje penso de outra e a voz dos outros é muito importante para mim: cordeiros, ovelhas negras ou lobos. Gosto desta abertura de espírito e de humanidade.

 

10 - 

Exacto, portanto não recomendes a ninguém que compre um carro com MCI porque pode ir para a cama na reserva...

Que raio de argumento é este?

O que raio tem isto a ver com o Smart?

E dizes que é séria esta argumentação?

Tu com o Ioniq também podes te esquecer de ligar o carro ao posto, ter o carro com pouca autonomia, e sucede a mesma ansiedade.

Qual é a diferença?

João, mais uma vez olhas para o acessório e foges ao tema central e viras a discussão para locais desertos. Adiante. O argumento é mesmo este: com baterias pequenas - como a do Smart (17,6kW ) - vais estar preocupado com a autonomia. Essa é a metáfora do “levantar da cama”. Nem consegues perceber que no MCI estamos num modelo de mobilidade com 100 anos: estabelecido, robusto e seguro. E que está a acabar.

O que tu sabes do meu IONIQ? Zero. Ele nem apareceu aqui.

Ab. 

António

 

Here's to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently.

Steve Jobs


Hyundai IONIQ EV  Spritmonitor.de ]

TOYOTA Auris HDS Spritmonitor.de ]

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

António, esquecendo as tiradas de quase falta de respeito que eram totalmente desnecessárias, continuas sem perceber um único argumento.

Nada no teu post alterou 1 linha do que tinha sido dito antes, nem a favor nem contra, seja dos teus argumentos seja dos meus.

Portanto concluo depois de ler o teu último post que foi uma perda de tempo tê-lo feito, fiquei na mesma.

Honestamente não tenho nada a acrescentar ao que já foi dito. Seria chover no molhado.

Percebo o teu ponto de vista mas discordo em absoluto, enquanto tu preferes insultar quem não concorda contigo, é problema teu.

Não tendo nada a acrescentar, por aqui me fico, quem leu o que aqui foi escrito já percebeu tanto o meu como o teu ponto de vista.

Fica bem.

Top 10 Contributor
EV
015_Prius+
A01_Ioniq_BEV
Clube 1000 km
tcap-support
Carlos Costa replied on 15 Jun 2018 9:50

Há malta que anda quase sempre em cidade e prefira o comboio, ou outro meio de transporte, para deslocações maiores. Tenho alguns amigos que vivem e trabalham em Lisboa e que preferem usar o comboio para se deslocarem até ao Minho (mais barato, confortável e produtivo). Um Smart EQ seria ideal para se moverem na cidade.

António, apesar de todas as limitações que o Smart EQ possa ter, do preço elevado, etc... não tenho dúvidas que ele encaixa perfeitamente na vida de muita gente. Quando surgiu o primeiro Smart apontaram-lhe mil e um defeitos: era pequeno, apertado, não tinha bagageira, era lento, enfim... Agora são aos milhares!! Nunca achei piada ao carro, continuo sem achar, mas tem os seus méritos.

As motivações das pessoas para comprar um automóvel são variadíssimas. Independentemente daquilo que nos dizem os números (autonomia, velocidade máxima, preço, etc...) haverá sempre, certamente, quem compre apenas porque gosta do aspecto, porque tem "panca" pela marca ou apenas porque sim. 

Top 75 Contributor
Full Hybrid
021_Auris_HSD_1G
A01_Ioniq_BEV
tcap-support
António Silva replied on 16 Jun 2018 0:10

*****NOTA: para outros participantes do Blog, gostaria de deixar claro que detesto este género de post: é cansativo e doloroso. Mas assumo que é o único que o João Prates percebe pois é o que ele usa. As minhas desculpas. ****

 

“Entradas à leão, saídas à cordeiro.” 


João, 

Não estou interessado nas tuas divagações filosóficas. 

Estou interessado na partilha séria e fundamentada sobre os temas da Mobilidade Sustentável.

Como não respondes ao que te perguntei, seguem umas notas sobre o teu último texto com um interesse apenas para memória futura e conforme o teu estilo literário.

1 - “António, esquecendo as tiradas de quase falta de respeito que eram totalmente desnecessárias, continuas sem perceber um único argumento.”

Indica por favor as tiradas de "quase" falta de respeito. 

Qual o argumento que te referes que eu não percebo? Gostaria de me perceber a mim mesmo na tua cabeça. 

TU é que respondes com post de 100 linhas a post de 10 linhas e com falta de respeito.


2 - “Nada no teu post alterou 1 linha do que tinha sido dito antes, nem a favor nem contra, seja dos teus argumentos seja dos meus.”

 Li isto duas vezes e não percebo. Era suposto alterar o quê? Um blog é para alterar ou para aprender?

4 - “Portanto concluo depois de ler o teu último post que foi uma perda de tempo tê-lo feito, fiquei na mesma.”

Leste outra coisa certamente. A auto referência é sempre má conselheira.

Mas podes pensar. Por exemplo: Se achas que é assim tão boa solução o Smart para a cidade porque é que ninguém compra citadinos? Quanto mais em versão EV.

Quando ao tempo, provavelmente nunca viste o tamanho dos post que escreves. 


5 - “Honestamente não tenho nada a acrescentar ao que já foi dito. Seria chover no molhado.”

Por favor não acrescentes mais pois não tenho muito mais tempo. Tenho outros posts a publicar de muito maior interesse.

"Pensar incomoda como andar à chuva" Fernando Pessoa

 

6. - “Percebo o teu ponto de vista mas discordo em absoluto, enquanto tu preferes insultar quem não concorda contigo, é problema teu.”

Quais os pontos de vista que percebes? Quais os que discordas? Em absoluto? E em relativo? 

Insultar? Tu dizes insultar? Agradeço que não me insultes - por favor -  pois já me chega a tua cortesia. Tu tens de começar a reler os teus post e sobretudo a ter pelo menos memória pois a consciência abandonou-te. Quando tiveres dúvidas pede a opinião de alguém que consideres e que seja honesto contigo e que te releia os post. 

 

7 - Não tendo nada a acrescentar, por aqui me fico, quem leu o que aqui foi escrito já percebeu tanto o meu como o teu ponto de vista.

És juiz em causa própria e falas pelos outros também?

Qual ponto de vista? Sobre o quê?

Até agora ninguém se pronunciou a favor das minhas opiniões. Fica o consolo de acreditar que servem para os outros pensarem e fundamentarem as suas opiniões.

**** 

João,

Estar num blog exige respeito, seriedade e atenção pela opinião dos outros.

Espero que consigas melhorar nestes princípios…Para o bem de todos.

AS

 

Here's to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently.

Steve Jobs


Hyundai IONIQ EV  Spritmonitor.de ]

TOYOTA Auris HDS Spritmonitor.de ]

Top 75 Contributor
Full Hybrid
021_Auris_HSD_1G
A01_Ioniq_BEV
tcap-support
António Silva replied on 16 Jun 2018 0:37

Carlos,

Se vires os modelos mais vendidos em Portugal vais chegar à conclusão que o Segmento Citadino tem uma percentagem de mercado residual. A malta compra aquilo que acha bem, e a malta não compra citadinos.

https://motor1.uol.com.br/news/231208/carros-mais-vendidos-portugal-2017/

Smart EQ 

Estive à conversa com o rapaz que tem um Smart EV e ele diz que tem autonomia para 120km ... à rasquinha que tem de carregar duas vezes por dia. Assim, para mais quem tem EV sabe que se ligas o AC ou o Aquecimento perdes certa de 15 a 20% de autonomia. Ou seja no Smart passa para 100km.

A minha questão é esta: não é sensato em 2018 ir para uma solução de 17,6kW de bateria pois tens de ter uma "reserva" de 50km para estares descansado no dia-dia.

O sucesso do carro desde o sec. XX  é mesmo esse: ir onde me apetece, como quero e em liberdade. O marketing das grandes marcas continua a vender-nos isso todos os dias... e bem.

Logo o Smart tem a limitação séria da bateria que deve ser muito bem poderada por quem quer está a pensar comprar-lo.


AS

 

 

Here's to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently.

Steve Jobs


Hyundai IONIQ EV  Spritmonitor.de ]

TOYOTA Auris HDS Spritmonitor.de ]

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_3G
Moderator
tcap-support
Luis Neves replied on 16 Jun 2018 0:54

l

António Silva:

Carlos,

Se vires os modelos mais vendidos em Portugal vais chegar à conclusão que o Segmento Citadino tem uma percentagem de mercado residual. A malta compra aquilo que acha bem, e a malta não compra citadinos.

https://motor1.uol.com.br/news/231208/carros-mais-vendidos-portugal-2017/

Smart EQ 

Estive à conversa com o rapaz que tem um Smart EV e ele diz que tem autonomia para 120km ... à rasquinha que tem de carregar duas vezes por dia. Assim, para mais quem tem EV sabe que se ligas o AC ou o Aquecimento perdes certa de 15 a 20% de autonomia. Ou seja no Smart passa para 100km.

A minha questão é esta: não é sensato em 2018 ir para uma solução de 17,6kW de bateria pois tens de ter uma "reserva" de 50km para estares descansado no dia-dia.

O sucesso do carro desde o sec. XX  é mesmo esse: ir onde me apetece, como quero e em liberdade. O marketing das grandes marcas continua a vender-nos isso todos os dias... e bem.

Logo o Smart tem a limitação séria da bateria que deve ser muito bem poderada por quem quer está a pensar comprar-lo.


AS

Eu não compraria o smart por achar que a relação qualidade-preço não compensa, um leaf semi-novo fica ao mesmo preço e é muito mais carro.

Agora essa de uma bateria de 17 kWh não servir é que não percebo, num país em que as deslocações médias pendulares devem estar nos 20 km e 80% ou mais abaixo dos 50 km. Serve com o ar condicionado ligado, ou com os vidros abertos e o braço de fora!

Agora se for carro único ou tiver de fazer viagens maiores de vez em quando, aí o cenário muda de figura, e neste caso, antes ainda do que pela pequenez da bateria, simplesmente  pela falta de carga rápida. Nos EV não há fatos universais, mas sim fatos à medida de cada um.

 

Toyota Prius 4G PHV    Spritmonitor.de

Top 10 Contributor
EV
0000_PREMIUM_Access
014_Prius_PHV
017_Prius_4G_PHV
903_Tesla_Model_3
ConsumoRecorde_2G
SystemAdministrator
tcap-support

Caro António,

 

Qualquer um com o mínimo de bom senso teria percebido a deixa do meu post anterior. Tentei terminar a conversa mas tu insistes!

Não tolero ofensas, não tolero mal criadice, e exijo respeito na minha casa e no meu espaço, seja físico seja na internet.

Voltas a referir-te a mim, ou a outro qualquer, no mesmo tom e com a mesma atitude e serás imediatamente banido sem mais aviso.

Queres continuar por aqui a fazer os teus posts "de muito maior interesse" muda de atitude sff, imediatamente.

 

Exemplos de violação de etiqueta e faltas de respeito, só neste tópico:

António Silva:
É bom ter opinião sobre a vida dos outros mas não aplicamos os mesmos critérios a nós.

António Silva:
Levo os comentários no fórum com seriedade. A tua suposição diminui a tua seriedade.

António Silva:
Peço que sejas objectivo, intelectualmente honesto e responsável e isso reflete-se na capacidade de síntese.

António Silva:
Como já noutras ocasiões, vergas a realidade para justificares as tuas certezas individualistas.

António Silva:
Se não fizermos um esforço para o debate sério e honesto (...)

António Silva:
Citares o teu exemplo e não dares dados não é honesto

António Silva:
Tu deverias ter uma opinião clara sobre isto já que é o teu trabalho. Ou não tens estratégia?

António Silva:
O João leu coisas que não estavam lá e agora tenta “virar o bico ao prego”.

António Silva:
Mais uma vez recorres ao teu exemplo universal e paradigmático (...)

António Silva:
João, sai do buraco intelectual que te colocas e pensa como gente do Sec. XXI.

António Silva:
*****NOTA: para outros participantes do Blog, gostaria de deixar claro que detesto este género de post: é cansativo e doloroso. Mas assumo que é o único que o João Prates percebe pois é o que ele usa. As minhas desculpas. ****

António Silva:
“Entradas à leão, saídas à cordeiro.”

António Silva:
Não estou interessado nas tuas divagações filosóficas.

António Silva:
Gostaria de me perceber a mim mesmo na tua cabeça.

António Silva:
A auto referência é sempre má conselheira.

António Silva:

"Pensar incomoda como andar à chuva" Fernando Pessoa

António Silva:
Insultar? Tu dizes insultar? Agradeço que não me insultes - por favor -  pois já me chega a tua cortesia.

António Silva:
Tu tens de começar a reler os teus post e sobretudo a ter pelo menos memória pois a consciência abandonou-te.

António Silva:

Estar num blog exige respeito, seriedade e atenção pela opinião dos outros.

Espero que consigas melhorar nestes princípios…

 

BASTA!

Page 2 of 3 (27 items) < Previous 1 2 3 Next > | RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems