Prius-PT
Comunidade independente de proprietários e amigos de viaturas de mobilidade sustentável

João Crisóstomo's Announcements

234 Posts
  • 13 Mar 2018
  • Conduzir têm de ser um prazer

    Se o acto de condução só acrescenta stress, a meu ver não vale a pena. Foi partindo desta ideia que decidi que os carros que viesse a adquirir tinham de ser fiáveis, seguros, mas sobretudo práticos. A opção pela caixa automática era inevitável. 

    Na época escolhi o Mercedes porque, não percebendo nada de carros, soube que os havia automáticos. Tivesse sabido que havia híbridos e teria sido essa a escolha, tanto mais que respeitavam o ambiente. 

    Estava com o meu segundo quando dei com os olhos no Honda Civic híbrido. O carro estava para venda no stand onde um amigo trabalhava. Preço cerca de 15000€. Era muito e depois tinha comprado o segundo Mercedes um ano antes. Nada feito portanto, mas não me esqueci e, anos depois, na hora da minha companheira trocar o seu diesel, fiz-lhe a cabeça, demonstrei, e o primeiro passo híbrido entrou na minha vida.

    Fiz com ele as minhas viagens diárias Lisboa Setúbal durante 18 meses. Foi um teste e um prazer. Depois só havia uma solução: vender o Mercedes e comprar um híbrido para mim. Foi o que fiz mas, tendo ganho confiança no Civic pareceu-me lógico optar pelo Insight. Era mais versátil, mais económico, e supostamente mais interessante de conduzir. É verdade, e sinto que fiz a melhor compra que me era possível, mas se andasse para trás teria escolhido o Prius 3G. Porquê? Sobretudo porque é mais ecológico, menos gastador, logo menos poluente, e a possibilidade de se mover unicamente em modo elétrico a mim encanta-me.

    Abraço 

    Crisóstomo 

  • 18 Feb 2018
  • Honda insight de 2009

    Tendo tirado a carta aos 52 anos, e não tendo grande vocação para tal (era pelo menos a ideia do instrutor) pareceu-me boa ideia simplificar optando por um veículo de caixa automática. Ainda por cima o instrutor era contra. Como o tipo era contra tudo que eu valorizava, pareceu-me uma decisão positiva contrariá-lo. E foi o que fiz. O meu primeiro, um saudoso Mercedes chassis 190, na verdade um 2.5 turbo diesel, assentou-me que nem uma luva. Foi com este bólide que fiz as asneiras da aprendizagem prática e todas as loucuras, sem nunca magoar outros graças a Deus, que são próprias de quem descobre uma nova realidade. Falo disto para explicar como cheguei ao Honda. Foi desde desde logo uma lógica que se instalou, não havendo, contrariamente a muitos amigos, hesitação ou dúvida. Noutra altura continuo. Abraço. Crisóstomo 

RSS
Copyright 2009 Prius-PT.com
Powered by Community Server (Non-Commercial Edition), by Telligent Systems